Altos e baixos continuam. Wall Street regressa ao verde após queda com Ómicron

Os investidores apostam na recuperação depois do "sell-off" motivado pela nova variante de Covid-19.

Wall Street volta a subir na montanha-russa que tem sido esta semana devido à descoberta de uma nova variante do coronavírus. Na sessão desta quinta-feira, os principais índices de referência recuperaram das perdas registadas na última sessão, com os investidores a focarem-se nas cotadas que geram mais valor.

Os investidores continuam atentos aos desenvolvimentos da Ómicron, que chegou aos Estados Unidos na quarta-feira. O Governo de Biden já pediu às empresas para avançarem com requisitos de vacinação, endurecendo também as regras para as viagens, exigindo que os passageiros que chegam sejam testados antes de partirem.

Ainda assim, Jim Paulsen, do Leuthold Group, deixa um alerta: Embora seja bom ver uma recuperação, não tenho certeza se os investidores devem dar muito sentido a isso”, disse, em declarações citadas pela CNBC. “O medo e a ganância irão dominar as atividades, à medida que as preocupações dos investidores oscilam entre o receio de que o pior ainda não acabou e as ansiedades de falhar qualquer recuperação”, avisa.

O índice S&P 500 subiu 1,41%, para 4.576,50 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq ganhou 0,84% para os 15.382,83 pontos. Já o industrial Dow Jones avançou 1,83% para os 34,644.41 pontos, tendo registado o melhor ganho diário desde março.

A Boeing está em destaque nos ganhos, depois de a China ter dado mais um passo para aprovar o regresso do 737 Max aos voos. As ações da fabricante de aviões somaram 7,54% para os 202,38 dólares.

Por outro lado, a Apple sobressai pela negativa, após notícias de que está a enfrentar uma desaceleração na procura pelo iPhone mesmo antes da época festiva. Recuou 0,61% para os 163,76 dólares.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Altos e baixos continuam. Wall Street regressa ao verde após queda com Ómicron

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião