Petróleo avança 3% com alívio dos receios com a Ómicron

  • ECO
  • 6 Dezembro 2021

Nova variante do coronavírus será menos agressiva do que se chegou a temer inicialmente. Barril de petróleo recupera 3%, depois de ter atingido mínimos de quatro meses.

O barril de petróleo valoriza cerca de 3% nos mercados internacionais, com os investidores aliviados quanto ao perigo da nova variante do coronavírus, acreditando que a Ómicron será menos fatal do que se chegou a temer, embora mais transmissível.

Em Nova Iorque, o contrato de crude que expira a 20 de dezembro avança 2,96%, para 68,22 dólares, depois de várias semanas a cair. O Brent segue a mesma tendência em Londres, com o contrato para entrega a 30 de dezembro a somar 2,56%, para 71,54 dólares, depois de ter atingindo na semana passada o valor mais baixo desde agosto.

Cotação do Brent em Londres:

As notícias que vêm da África do Sul sugerem que os casos de Ómicron apresentam sintomas ligeiros e as autoridades de saúde dos EUA disseram à CNN que a nova variante “parece não ter um grande grau de severidade” até ao momento.

“Se se provar que a Ómicron será menos agressiva, embora seja mais contagiosa, então podemos dizer a 100% que os mínimos da última semana foram a borla do trimestre”, referiu Jeffrey Halley, analista da Oanda.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Petróleo avança 3% com alívio dos receios com a Ómicron

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião