Congresso dos EUA alcança acordo para subir nível da dívida federal

  • Lusa
  • 8 Dezembro 2021

Este procedimento precisa agora de ser validado pela Câmara dos Representantes, na noite de terça-feira, o que permitiria ao Congresso de subir o limite da dívida antes de 15 de dezembro.

Um acordo foi alcançado no Congresso dos EUA em relação a uma votação em breve da subida do nível da dívida federal, o que evita a entrada do país em inédita situação de incumprimento.

O limite da dívida é o montante máximo de endividamento dos EUA. Estabelecido pelo Congresso, tem de ser aumentado ou suspenso até dia 15, sem o que os EUA não serão capazes de cumprir o serviço da sua dívida (reembolsar e amortizar) e financiar as suas despesas.

Esta situação, que nunca aconteceu, mergulharia a economia norte-americana, mas também, por ricochete, a internacional, no desconhecido e poderia provocar uma recessão.

Os EUA já subiram por várias vezes o limite da sua dívida, o que costuma requerer o voto dos dois partidos.

Mas a oposição republicana recusa fazê-lo desta vez, garantindo que isso significaria oferecer um cheque em branco a Joe Biden, no momento em que o acusam de contribuir para uma inflação galopante.

Ao fim de várias semanas de negociações, deram finalmente na terça-feira o aval a um procedimento parlamentar complexa, graças ao qual os democratas apenas precisariam dos seus votos para subir o limite da dívida.

“Penso que é do interesse do país” evitar um incumprimento, indicou o líder republicano no Senado, Mitch McConnell.

Este procedimento precisa agora de ser validado pela Câmara dos Representantes, na noite de terça-feira, o que permitiria ao Congresso de subir o limite da dívida antes de 15 de dezembro.

A urgência é grande, porque o Congresso tem necessidade de despachar este assunto tão depressa quanto possível, para começar a discutir o plano de investimento social e ecológico de Biden, graças ao qual o presidente norte-americano quer “reconstruir (os EUA) melhor”.

Este projeto de 1,75 biliões de dólares (1,55 biliões de euros) é muito popular entre os EUA e prevê, entre outros, jardins-de-infância gratuitos e financiamentos elevados para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa.

Mas este projeto está bloqueado no Congresso desde há meses.

O líder democrata no Senado, Chuck Schumer, repetiu na terça-feira a intenção de querer tê-lo aprovado “antes das férias de natal”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Congresso dos EUA alcança acordo para subir nível da dívida federal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião