Seguradoras francesas avançam solução para resolver dependência dos idosos

  • ECO Seguros
  • 16 Dezembro 2021

Iniciativa visa um novo modelo para lidar com a perda de autonomia dos idosos, assegurando menor custo e acesso universal, sem depender de fundos públicos.

A Federação Francesa de Seguradores (FFA na sigla original) publicou um ‘livro branco’, elaborado em coautoria com as mutualidades (FNMF – Fédération Nationale de la Mutualité Française), propondo novo modelo de gestão da dependência (dos idosos) no país. A poucos meses das eleições presidenciais, projetam um modelo solidário que visa garantir aos franceses uma solução concreta, para a perda de autonomia, com menores custos, acesso universal e sem dependência de fundos públicos.

“Os seguradores são já atores importantes na cobertura do risco de dependência relacionada com a idade. Conscientes dos desafios e da insuficiência das respostas atuais, propomos agora uma iniciativa ambiciosa: generalizar a cobertura total da dependência e responder assim às expectativas expressas pelos franceses. A fim de tornar o risco financeiro da dependência suportável e segurável, é urgente agir,” afirma Florence Lustman, presidente da FFA, citada em comunicado.

Sob o título “Construir uma nova solução solidária e transparente face à dependência associada à idade,” o documento traça retrato do desafio da dependência em França, sua provável evolução futura e a perceção dos franceses em relação à perda de autonomia. O trabalho propõe “resposta concreta, ambiciosa e inovadora” das seguradoras para o risco de dependência, introduzindo uma garantia solidária através de “um novo contrato de seguro complementar de saúde responsável, acessível a todos, a um custo mais baixo, baseado na mutualização dos riscos no âmbito de um co-seguro”.

Na base do modelo, o prémio cobrado seria “igual para todos os contribuintes”. Além disso, a cobertura “teria a vantagem de se tornar efetiva logo após a subscrição”, realça a federação. Funcionando como uma garantia vitalícia, o esquema proposto em conjunto, pela FFA e pela FNMF, daria a todos os franceses acesso a uma ampla gama de serviços e opções, “como apoio domiciliário e assistência na organização doméstica.”

“Ter alguém próximo a chegar à condição de dependência é um choque familiar, social e psicológico. Essa situação é muito difícil para as pessoas diretamente envolvidas e as respetivas famílias, mas também afeta o Estado e as coletividades.,” nota o comunicado da federação francesa de seguros.

O novo sistema de apoio facilitaria assim a “orientação e a personalização dos serviços para as pessoas dependentes e os seus prestadores de cuidados, a fim de lidar com a dependência quando chegar a altura, em melhores condições.,” explica a FFA acrescentando que, com esta proposta, “as seguradoras pretendem também fornecer uma solução abrangente, inclusiva e acessível, sem depender mais de fundos públicos”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Seguradoras francesas avançam solução para resolver dependência dos idosos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião