Fed admite aumentar juros mais cedo do que o previsto

  • ECO
  • 5 Janeiro 2022

A ata da última reunião sobre política monetária indica que a Fed admite aumentar as taxas de juro mais cedo ou mais rapidamente do que estava previsto.

A Reserva Federal dos Estados Unidos considera que a recuperação da economia e o agravamento da inflação poderão levar a uma subida mais rápida ou mais cedo do que se estava à espera das taxas de juro de referência, revela a ata da última reunião sobre política monetária, citada esta quarta-feira pela Bloomberg (acesso condicionado).

“Os participantes notaram, de modo geral, que, face às suas perspetivas para a economia, o mercado laboral e a inflação, poderá ser necessário aumentar as taxas mais cedo ou mais rapidamente do que se tinha antecipado previamente“, lê-se na ata do encontro que aconteceu entre 14 e 15 de dezembro.

De notar que, em dezembro, após o encontro em questão, o banco central norte-americano adiantou que previa aumentar a taxa de juro de referência três vezes durante o ano de 2022, a par de uma aceleração da redução dos estímulos.

Em maior detalhe, a Fed indicou, por um lado, que passaria a comprar 60 mil milhões de dólares em obrigações por mês a partir de janeiro, menos 30 mil milhões do que em dezembro. E, por outro, sinalizou que, assim que terminar o programa de compras de emergência, o que deverá acontecer em março, começará a subir as taxas de juro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fed admite aumentar juros mais cedo do que o previsto

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião