Novo ano, novos líderes? Nestes cargos pode haver mudançaspremium

Muitos terminaram o mandato no final de 2021, para outros será no decorrer deste ano. Alguns serão reeleitos, muitos terão caras novas. No setor público, já será o novo Governo a escolhê-las.

O novo ano vai trazer mudanças nos conselhos de administração de algumas das maiores empresas e também no setor empresarial do Estado e reguladores. BCP, Jerónimo Martins ou Nos vão ter em 2022 assembleias gerais eletivas. Há também cargos cuja escolha já será do próximo Governo. Na banca há vários líderes que vão a votos, não sendo públicos, por ora, sinais de mudança. É o caso de Miguel Maya,que termina o mandato de quatro anos iniciado em 2018. Lá para maio haverá assembleia geral. Mesmo mantendo-se o CEO, pode haver outras mexidas na equipa de administração. O mandato do conselho de administração do Banco Montepio também terminouem 2021, apesar de Pedro Leitão só ocupar o cargo de CEO desde janeiro de 2020. Virgílio Lima, reeleito em dezembro para a liderança da Associação

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos