Movimento nos aeroportos nacionais 20% abaixo dos níveis pré-pandemia

Aeroportos nacionais receberam cerca de três milhões de passageiros em novembro, número 20% abaixo dos níveis pré-Covid. Ainda assim, há uma melhoria quando comparado com outubro.

Os aeroportos nacionais receberam cerca de três milhões de viajantes em novembro, o equivalente a uma subida de 180,6% face ao mesmo mês do ano passado, marcado pelas restrições da pandemia. Os dados publicados esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) mostram que o setor do transporte aéreo continua cerca de 20% abaixo dos níveis pré-Covid, o que representa uma melhoria quando comparado com outubro.

Em novembro, aterraram nos aeroportos nacionais 13,4 mil aeronaves em voos comerciais, que transportaram cerca de três milhões de pessoas. No que diz respeito ao movimento de carga e correio, foram transportadas 192 mil toneladas, mais 35,2% do que em novembro do ano passado.

Aeronaves aterradas e passageiros desembarcados nos aeroportos nacionais até dezembro.

Entre janeiro e novembro de 2021, comparando com o mesmo período de 2020, foram movimentados 22,9 milhões de passageiros, o equivalente a uma subida de 31,8%. O aeroporto de Lisboa movimentou 46,5% do total de passageiros (10,7 milhões) e registou um aumento de 22,1%. Seguiu-se o aeroporto do Porto com 5,2 milhões de passageiros e Faro com cerca de três milhões.

Considerando o volume de passageiros desembarcados e embarcados em voos internacionais entre janeiro e novembro de 2021, França continuou a ser o principal país de origem e de destino dos voos (cerca de 1,68 milhões de passageiros), seguida do Reino Unido e da Alemanha. O INE destaca que, desde janeiro, a Suíça registou o maior crescimento no número de passageiros embarcados e desembarcados (+34,7% e +31,6%, respetivamente).

(Notícia atualizada às 11h45 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Movimento nos aeroportos nacionais 20% abaixo dos níveis pré-pandemia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião