Milhares de condutores arriscam ficar sem seguro automóvel no Reino Unido

  • ECO Seguros
  • 27 Janeiro 2022

Por causa de um imbróglio envolvendo a MCE UK e a jurisdição de seguros de Gibraltar, mais de 100 mil titulares de seguro automóvel arriscam perder proteção no Reino Unido.

A MCE Insurance Company, um dos maiores operadores britânicos no ramo seguro automóvel, em particular no segmento de motociclos, prepara-se para cancelar um bloco de 105 mil apólices ainda válidas, depois de ter sido colocada sob a alçada do regulador na jurisdição de Gibraltar, em novembro de 2021.

O aviso, lançado por Martin Lewis, fundador do Money Saving Expert (um site de informação financeira para consumidores), indica que os titulares de apólices que cobrem automóveis ligeiros de passageiros e pequenos comercias serão especialmente afetados, mesmo após promessa da MCE de que honraria as responsabilidades com as coberturas contratualmente em vigor.

Recomendando que os lesados façam por adquirir novos seguros, Lewis afirma que, em relação às apólices adquiridas antes de 9 de novembro de 2021, as coberturas deixaram de ser efetivas para os carros e comerciais a 14 de janeiro, enquanto motos e scooters perdem a respetiva proteção no dia 31 de janeiro. O especialista adianta ainda que o FDCS, serviço que gere o mecanismo britânico de compensação financeira, reembolsará os afetados em 90% do valor pro rata relativo aos meses que teriam direito à proteção de seguro, o mesmo acontecendo às indemnizações que alguns esperam receber de participações de sinistro.

No entanto, depois de em novembro a Gibraltar Financial Services Commission, organismo de supervisão naquela jurisdição, ter colocado a MCE Insurance sob administração das autoridades, a MCE UK encontra-se agora enredada num embaraço regulatório, que afeta sobretudo a MCE Insurance Ltd, uma corretora do grupo entretanto redenominada GR Ltd e que, reafirmando não estar sob o procedimento regulamentar decretado no rochedo britânico, quer – através de um acordo com a Sabre Insurance – proceder a reajustamentos nas apólices MCE vendidas no Reino Unido, reporta o site da Insurance Business Magazine.

Em Gibraltar, a MCE foi colocada sob gestão conjunta de dois administradores, Andrew Stoneman e Geoff Bouchier, da consultora Kroll. Esta confirma que a MCE UK não está abrangida pelo decreto do regulador de Gibraltar, mas também não concorda que a operadora britânica proceda a alterações nos contratos de seguro da MCE.

No Reino Unido, a GR Ltd cessou subscrição de novos seguros no início de novembro e o regulador britânico (FCA) deliberou que as apólices existentes se mantêm válidas até à data em que poderiam renovar.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Milhares de condutores arriscam ficar sem seguro automóvel no Reino Unido

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião