EDP Renováveis cai 2,52% e pressiona Lisboa

A EDP Renováveis destacou-se ao ter protagonizado as perdas mais expressivas da sessão desta quinta-feira. Já o BCP valorizou mais de 1%. A bolsa de Lisboa fechou em "terreno negativo".

A bolsa de Lisboa terminou a penúltima sessão da semana abaixo da linha de água, com a EDP Renováveis a protagonizar as perdas mais significativas. No “vermelho” ficaram também em destaque as papeleiras. Já o BCP subiu mais de 1%.

O índice de referência na praça nacional, o PSI-20, terminou a sessão a cair 0,44% para 5.671,7 pontos. Nas demais praças do Velho Continente, o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,23% para 472,24 pontos e o francês CAC 40 recuou 0,41% para 7.101,55 pontos enquanto o alemão DAX avançou 0,054% para 15.490,44 pontos e o espanhol IBEX somou 0,54% para 8.893,80 pontos. Ou seja, não houve uma tendência definida nas negociações desta quinta-feira.

Por cá, destaque para a EDP Renováveis, cujas ações desvalorizaram 2,52% para 17,77 euros, protagonizando as maiores perdas entre as cotadas do PSI-20. O dia também foi de perdas para a casa-mãe: os títulos da EDP recuaram 1,33% para 4,218 euros.

Ainda na energia, mas do outro lado da linha de água, os títulos da Galp Energia somaram 0,25% para 10,04 euros, num dia em que, em Londres, o Brent valorizou mais de 1%.

Já as papeleiras desvalorizaram nesta sessão. Os títulos da Altri desceram 1,96% para 5,74 euros e os da Semapa perderam 1,63% para 12,10 euros. Na mesma linha, os da Navigator recuaram 1,82% para 3,558 euros, em correção após os ganhos expressivos conseguidos em reação aos bons resultados de 2021 e ao dividendo de 100 milhões de euros.

Em “terreno positivo”, a cotada que mais brilhou foi os CTT, cujas ações ganharam 2,46% para 4,990 euros. Isto depois de terem fechado um novo acordo do serviço postal universal. Além disso, o CaixaBank/BPI melhorou a recomendação das ações dos CTT de “neutral” para “comprar”, subindo do preço-alvo do título de de 5,1 euros para seis euros, com um potencial implícito de 30%.

Também no “verde”, os títulos do BCP valorizaram 1,39% para 0,1964 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis cai 2,52% e pressiona Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião