Apple suspende vendas na Rússia

  • ECO
  • 1 Março 2022

Os consumidores russos não conseguem já fazer compras na Apple Store e as exportações de produtos Apple para a Rússia na sequência da invasão da Ucrânia.

A Apple anunciou que vai suspender as vendas dos seus produtos, como o iPhone, na Rússia. A empresa mais valiosa do mundo em bolsa, mais de 2,6 biliões de dólares, junta-se assim a uma lista de grandes empresas que estão a decidir excluir a Rússia dos seus negócios.

Estamos muito preocupados com a invasão da Ucrânia pela Rússia e estamos ao lado de todas as pessoas que estão a sofrer em resultado da violência“, assinalou a empresa liderada por Tim Cook num comunicado oficial. A Apple revela que está também a apoiar os esforços humanitários na região.

A Apple anunciou, assim, que foram tomadas medidas em resposta à invasão. Os consumidores russos estão impedidos de fazer compras na Apple Store. E, por outro lado, as exportações de produtos foram também interrompidos.

A Apple juntou-se a outras empresas de Silicon Valey, como a Google e o Facebook, que depois da invasão, e da pressão das opiniões públicas, acabaram por vedar anúncios da Rússia.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Apple suspende vendas na Rússia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião