Bolsa de Londres suspende negociação do níquel após disparo de 250%

  • ECO
  • 8 Março 2022

Níquel disparou 250% e superou os 100 mil dólares, provocando uma rutura no mercado e obrigando a bolsa de Londres a suspender a sua negociação.

A London Metal Exchange (LME) suspendeu a negociação no seu mercado de níquel, depois de um disparo inédito de 250% ter deixado os corretores em dificuldades para pagarem as chamadas de margem contra posições curtas, num choque no mercado que envolveu o China Construction Bank.

O níquel, que é usado no aço inoxidável e no fabrico de baterias de veículos elétricos, disparou 250% em dois dias e chegou a superar os 100 mil dólares por tonelada esta terça-feira. Estava a subir 60% para 80 mil dólares por tonelada antes da suspensão.

Foi a maior oscilação registada no LME e que surgiu depois de os investidores e utilizadores industriais que venderam o metal terem acorrido em massa para comprarem os contratos de volta, perante a subida dos preços devido aos receios com o fornecimento da Rússia, enquanto os corretores apressaram-se a coletar os pagamentos das margens para cobrir as suas posições não lucrativas.

Traders, mineiras e processadores geralmente assumem posições vendidas na bolsa como hedge para seus stocks físicos de metal. Em teoria, qualquer movimento de preço nos stocks físicos e a posição da bolsa devem se anular. Contudo, quando os preços sobem acentuadamente, qualquer pessoa que detenha uma posição vendida na bolsa precisa de ter cada vez maiores de garantias para pagar chamadas de margem.

O empresário chinês Xiang Guangda mantém há meses uma grande posição vendida na LME através da sua empresa, a Tsingshan Holding Group, a maior produtora mundial de níquel e aço inoxidável, de acordo fontes do setor. Nos últimos dias, a Tsingshan está sob pressão dos seus corretores para atender às chamadas de margem nessa posição – uma dinâmica de mercado que ajudou a elevar ainda mais os preços, disseram as pessoas.

Por seu turno, uma unidade do China Construction Bank, que é um dos corretores de Tsingshan, recebeu tempo adicional da LME para pagar centenas de milhões de dólares em chamadas de margem perdidas na segunda-feira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bolsa de Londres suspende negociação do níquel após disparo de 250%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião