PS reforça maioria absoluta com dois deputados eleitos pelo círculo da Europa

É oficial: o PS Socialista conseguiu mais do dobro da votação do PSD na Europa nesta segunda votação, ficando com os dois deputados eleitos por esse círculo eleitoral.

É mais uma derrota pesada de Rui Rio. Se na primeira votação a 30 de janeiro o PSD tinha conseguido ficar com um deputado e o PS com outro, na segunda votação ocorrida há uma semana e meia perdeu esse deputado para os socialistas.

Com o dobro da votação dos social-democratas, o PS consegue mais dois deputados — Paulo Pisco e Natália Teixeira de Oliveira — que reforçam a sua maioria absoluta conseguida a 30 de janeiro, para um total de 120 deputados, mais quatro do que o necessário para ter uma maioria no Parlamento.

A votação decorreu oficialmente nos dias 12 e 13 de março, após o Tribunal Constitucional ter ditado a nulidade dos resultados e a repetição do ato eleitoral neste círculo na sequência de queixas de partidos por causa de falhas na contagem dos votos. O PSD tinha sido um dos partidos críticos da contagem, reclamando junto da Comissão Nacional de Eleições (CNE) o facto de terem sido contados todos os votos, mesmos os que não estavam acompanhados de cópia do cartão de cidadão (CC), uma obrigação que decorre da lei.

De acordo com os resultados oficiais divulgados no site da secretaria-geral do Ministério da Administração Interna, o PS ganhou com 32,98% dos votos (36.069), mais do dobro dos 16.391 votos do PSD (14,99%). Em terceiro lugar ficou o Chega com 7,09% (7.756), seguindo-se o PAN com 2,7% (2.954), a Iniciativa Liberal com 2,47% (2.700), o Bloco de Esquerda com 2,42% (2.644), o Livre com 1,44% (1.579), o PCP/PEV com 1,29% (1.409) e só depois o CDS com 1,06% (1.155).

Este resultado representa uma manifestação muito clara da confiança dos portugueses na Europa relativamente ao Partido Socialista e também uma grande lição para todos aqueles que acham que podem instrumentalizar as nossas comunidades”, disse esta quarta-feira Paulo Pisco à Lusa, deixando “uma palavra muito especial a todos os portugueses eleitores na Europa que não desistiram de votar na repetição das eleições”.

Nesta segunda eleição votaram 109 mil eleitores emigrantes, menos do que os 195 mil que tinham votado a 30 de janeiro — mas destes, 157 mil votos, 80% do total, tinham sido anulado por causa da confusão na contagem dos votos. Porém, ainda assim, os 109 mil da repetição do ato eleitoral são ligeiramente mais do que os 107 mil que votaram neste círculo nas legislativas de 2019.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PS reforça maioria absoluta com dois deputados eleitos pelo círculo da Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião