Alemanha e Israel assinam acordo de cooperação energética

  • Lusa
  • 24 Março 2022

Além da tecnologia, os dois países vão colaborar no setor do gás natural e no uso de hidrogénio, numa altura em que a União Europeia tenta reduzir a dependência energética face à Rússia.

Alemanha e Israel assinaram um acordo de cooperação para o setor de energia, com o objetivo de desenvolver “soluções” para mitigar os efeitos das mudanças climáticas, informou o Ministério da Economia alemão esta quinta-feira. Com este entendimento, os dois países procuram “promover o desenvolvimento de tecnologias que forneçam energia fiável, sustentável e acessível”, disse o Ministério da Economia da Alemanha, num comunicado.

Nos termos deste acordo — que foi assinado em Paris na quarta-feira, à margem da reunião ministerial da Agência Internacional de Energia (AIE) — entre as áreas de cooperação estão as energias renováveis, a cibersegurança das infraestruturas energéticas e a inovação tecnológica. Além disso, Alemanha e Israel irão colaborar no setor do gás natural e no uso de hidrogénio, acrescentou o Governo alemão.

A ministra de Energia de Israel, Karine Elharrar, fala de “um passo importante” na relação entre as duas nações, em “tempos turbulentos”. “Os nossos governos irão cooperar ainda mais estreitamente, para promover interesses bilaterais e internacionais nas áreas de energia renovável, gás natural e investigação e desenvolvimento”, disse Elharrar, acrescentando que a colaboração será “de grande utilidade” para empresas e centros de investigação israelitas.

Por sua vez, o secretário de Estado da Energia da Alemanha, Oliver Krischer, destacou que, ao cooperar com Israel, “a Alemanha ganhou um forte parceiro tecnológico”. Esta semana, o ministro da Economia alemão, Robert Habeck, realizou um périplo internacional para fortalecer as relações com países que podem ajudar a reduzir a dependência energética da Alemanha face à Rússia.

Este tema é de particular importância, quando a União Europeia discute a possibilidade de novas sanções a Moscovo — por causa da invasão da Ucrânia — incluindo um bloqueio de produtos energéticos russos, de que a Alemanha é muito dependente.

Em Doha, Habeck assinou um acordo para importar gás natural liquefeito (GNL) do Qatar, o maior exportador mundial, enquanto empresas alemãs vão contribuir para o desenvolvimento de energias renováveis e para a eficiência energética no país.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Alemanha e Israel assinam acordo de cooperação energética

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião