Gasóleo sobe 16,4 cêntimos (mesmo com alívio no ISP). Gasolina fica 6 cêntimos mais cara

Pela primeira vez, preço do gasóleo ultrapassa o preço da gasolina. Diesel aumenta 16,4 cêntimos, já incorporando o alívio de 1,3 cêntimos no ISP. A gasolina aumenta 6 cêntimos.

Prepare bem a carteira se tiver de abastecer o automóvel esta semana. Os combustíveis vão ficar mais caros outra vez, em consequência da subida dos preços petrolíferos nos mercados internacionais por causa da guerra na Ucrânia. O litro de gasóleo vai ficar 16,4 cêntimos, já considerando o alívio de 1,3 cêntimos no ISP anunciado pelo Governo. Sem isso, o agravamento no preço seria de 18 cêntimos. Já a gasolina vai encarecer 6 cêntimos por litro, sendo que o ISP não regista alterações.

A confirmar-se esta subida, de acordo com as estimativas que o Executivo usou para calcular o valor do Imposto sobre os Produtos Petrolíferos (ISP) no âmbito do novo mecanismo para aliviar o aumento dos preços dos combustíveis nas famílias e empresas, o diesel vai passar a custar 2,011 euros por litro, enquanto a gasolina ficará nos 1,987 euros por litro, assumindo os preços médios em Portugal Continental.

Isto significa que, pela primeira vez, o gasóleo, que é o combustível mais usado pelos portugueses, está mais caro do que a gasolina: a diferença é de mais de dois cêntimos.

A subida dos combustíveis reflete sobretudo a situação de enorme incerteza em relação à guerra da Rússia na Ucrânia e as implicações desse conflito para o mercado do “ouro negro”, embora a escalada dos preços venha já do ano passado (com o desequilíbrio provocado pela saída da pandemia).

Durante a semana passada, especulou-se sobre a possibilidade de a União Europeia (UE) embargar o petróleo e gás russo como sanção contra Moscovo por causa do ataque ao país vizinho, juntando-se aos EUA. Esse cenário, que já foi afastado, colocaria o mercado sobre enorme pressão tendo em conta que os Estados membros teriam de procura alternativa aos 2,5 mil milhões de barris por dia que importa da Rússia.

Se estas discussões parecem distantes de Portugal, o certo é que têm consequência direta no bolso dos portugueses, sobretudo junto de quem tem carro.

Para mitigar o impacto do aumento dos preços dos combustíveis, o Governo lançou duas medidas importantes: uma foi este mecanismo que corta no ISP o montante extra arrecadado com o IVA (e repõe o imposto em caso de baixa dos preços), o que pressupõe atualizações semanais do imposto.

Além disso, os automobilistas poderão contar com novamente com o Autovoucher durante o mês de abril para ter um benefício de 20 euros quando for ao posto de abastecimento. Esta medida foi lançada em novembro, atribuindo cinco euros por mês até fevereiro, tendo sido reforçada em março para os 20 euros. Poderá beneficiar de mais 20 euros no próximo mês.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Gasóleo sobe 16,4 cêntimos (mesmo com alívio no ISP). Gasolina fica 6 cêntimos mais cara

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião