Tesla já tem oferta própria de seguro em sete Estados americanos

  • ECO Seguros
  • 21 Abril 2022

Marca fundada por Elon Musk cresce na oferta de seguros, já como tomadora de risco automóvel em sete dos Estados Unidos da América. Em 2023, o seguro Tesla estará em escalada internacional.

O negócio de seguro automóvel próprio da Tesla, marca de carros elétricos liderada pelo multimilionário Elon Musk, já cobre sete jurisdições estatuais dos EUA. Colorado, Oregon e Virginia são os mais recentes lançamentos na incursão da Tesla enquanto companhia subscritora e tomadora do risco, indica comunicado de resultados trimestrais da fabricante que, no 1ºT, contabilizou 18,76 mil milhões de dólares em faturação (+81% comparativamente a igual período de 2021), com lucro líquido a acelerar mais de 650% (em base GAAP – norma contabilística geralmente aceite), para cerca de 3,32 mil milhões de dólares e mais do que a triplicar os ganhos por ação (eps), para 3,22 dólares/título (em base non-GAAP).

Além dos novos três estados norte-americanos, a companhia já assegurava cobertura auto em outros quatro (Arizona, Ohio, Texas e Califórnia), sendo que a Califórnia é o único onde enfrenta proibição de usar o seu software de dados que pontuam o desempenho de segurança (nos hábitos de condução) para ajustar o valor dos prémios cobrados aos automobilistas.

O seguro criado pela Tesla oferece aos condutores a oportunidade de pagar menos pela apólice automóvel se os seus hábitos de condução se aproximarem do que a construtora considera serem os melhores padrões de segurança ao volante. O computador de bordo do veículo monitoriza os parâmetros de condução segura e transforma-os numa pontuação que os condutores podem verificar nos seus smartphones (na Califórnia também podem aceder a esses dados, mas a regulação local não permite que sejam utilizados para nivelar os prémios).

Tendo aumentado para sete o número de jurisdições com oferta própria, a Tesla planeia ter o seu seguro disponível na maioria dos Estados Unidos até final de 2022 e, segundo outras fontes, estará em condições de o comercializar fora dos Estados Unidos a partir de 2023. Entre os fatores que diferenciam a oferta seguradora da marca do restante mercado, destaca-se o facto de a companhia não usar critérios atuariais tradicionais (como idade, estado civil, género e historial de sinistros).

A empresa informou sobre a evolução da atividade seguradora na rubrica “Serviços e outros”, onde inclui as receitas com venda e usados, exploração de merchandising e centros de colisão.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Tesla já tem oferta própria de seguro em sete Estados americanos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião