Colaboradores da Tiko passam a ser também proprietários da empresa

A decisão de abertura do capital abrange os colaboradores sediados em Portugal, nos escritórios de Lisboa e Porto.

A Tiko acaba de abrir o capital aos seus empregados através do acesso a stock options. A decisão da empresa espanhola abrange os colaboradores sediados em Portugal, nos escritórios de Lisboa e Porto, assegura a tecnológica à Pessoas.

“A abertura do capital também se aplica aos empregados em Portugal, que estão nos escritórios físicos de Lisboa e Porto”, garante fonte oficial da empresa.

“A equipa é o ativo mais valioso da Tiko. É por isso que acreditamos que o programa de stock options é uma forma de recompensar o trabalho de todos eles, ligando-os ao crescimento e sucesso da empresa”, justifica Sina Afra, fundadora e CEO da Tiko, em comunicado.

Com esta opção, a proptech pretende incentivar e reforçar o compromisso de todos os colaboradores com a empresa. Caso a organização seja vendida, os empregados têm aqui uma fonte de rendimento adicional, que poderá aumentar significativamente o seu salário anual.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Colaboradores da Tiko passam a ser também proprietários da empresa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião