Deputado do Partido Conservador britânico detido por suspeita de violação

  • Lusa
  • 17 Maio 2022

A identidade do deputado ainda não foi revelada. Mas a bancada conservadora já avançou que o deputado estará impedido de participar em todas as sessões na Câmara dos Comuns.

Um deputado do Partido Conservador britânico, cuja identidade não foi revelada, foi detido por crimes de violação, agressão sexual e abuso de poder alegadamente cometidos entre 2002 e 2009, foi esta terça-feira divulgado.

Num comunicado, a Polícia Metropolitana de Londres confirmou a detenção de um homem de 50 anos, esclarecendo que o suspeito irá permanecer sob custódia enquanto a investigação prosseguir.

Um dos líderes da bancada conservadora, Chris Heaton-Harris, indicou que o deputado em questão estará impedido de participar em todas as sessões parlamentares na Câmara dos Comuns até que estejam concluídas todas as fases da investigação, recusando-se, no entanto, a fazer mais comentários até a “conclusão” da investigação.

As forças policiais britânicas precisaram que receberam as primeiras denúncias sobre os supostos crimes sexuais em janeiro de 2020. No mês passado, o também deputado conservador Imran Ahmad Khan demitiu-se depois de ser considerado culpado de abusar sexualmente de um rapaz de 15 anos em 2008.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Deputado do Partido Conservador britânico detido por suspeita de violação

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião