GreenVolt compra parque solar na Roménia por 83 milhões

Em causa está o Parque LIONS, em atividade há quase uma década, com uma capacidade instalada de 45 MWp, e operado até aqui pela Samsung.

A GreenVolt fechou mais uma aquisição, desta vez um parque solar de 45 MWp na Roménia, numa operação que está avaliada em cerca de 83 milhões de euros, refere a empresa, em comunicado enviado esta quarta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Em causa está o Parque LIONS, a funcionar há quase uma década, e operado até aqui pela Samsung e outras duas empresas.

Através das subsidiárias V-Ridium Solar 45 e V-Ridium Renewables, a GreenVolt chegou a acordo para a compra do LJG Green Source Energy Alpha, também designado LIONS, até agora detido pela Samsung Corporation, LSG Building Solutions e pela Green Source Consulting.

O parque solar fotovoltaico tem cerca de 112,5 hectares e uma capacidade instalada de 45 MWp. A operação avalia o LIONS em cerca de 83 milhões de euros, valor com referência a dezembro de 2020, refere o comunicado da GreenVolt. Em 2021, o parque registou um EBITDA de 12 milhões de euros, “perspetivando-se este ano um crescimento face ao valor registado no exercício anterior”.

A elétrica liderada por Manso Neto refere que “a energia produzida neste parque conta com receitas estáveis” e que parte dessa energia “é vendida no mercado, havendo outra componente de receita regulada, através de green certificates, que está válida até 2030″. A maioria destes green certificates está contratualizada em euros com a elétrica alemã EON.

“Esta compra marca mais um passo na estratégia de crescimento definida pela GreenVolt, aquando do IPO”, diz o CEO João Manso Neto, citado em comunicado. “O LIONS vem reforçar a nossa capacidade de geração a partir de fontes renováveis, abrindo um vasto leque de possibilidades para a comercialização desta energia”.

Com esta aquisição, a GreenVolt espera “otimizar o retorno financeiro deste ativo, quer através do estabelecimento de um potencial acordo bilateral de venda da energia elétrica não regulado (PPA), quer através da otimização da gestão operacional do parque, e do potencial de repowering a médio prazo deste ativo”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

GreenVolt compra parque solar na Roménia por 83 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião