Clube Chapas resgata em Itália uma apólice de seguros portuguesa de 1799

  • ECO Seguros
  • 19 Maio 2022

Vitor Alegria arrematou, num leiloeiro italiano, uma apólice de incêndio para casas na Rua Augusta em Lisboa datada de 1799. O documento volta a Portugal.

O Clube Chapas arrematou, num leilão em Itália, um documento que é uma apólice do seguro de fogo da sociedade Caldas, Machado, Gildemeester, DLZ, e Companhia, firmada com Jozé João Dias da Silva, em 25 de novembro de 1799, garantindo o risco contra fogo de uma propriedade de casas na Rua Augusta.

Vitor Alegria, presidente do Clube Chapas, descobriu e licitou a apólice em Itália e promete perseguir outros achados para enriquecer o museu.

A Caldas, Machado, Gildemeester, DLZ, e Companhia, fundada em 1792, é uma das mais antigas sociedades de seguros em Portugal, só precedida pela Companhia Permanente de Seguros em Lisboa, que surgiu um ano antes.

A aquisição verificou-se junto de um leiloeiro italiano no passado dia 10 de maio, “dia em se completaram 729 anos de história do seguro em Portugal” garante Vitor Alegria, por a história se ter iniciado com a designada Bolsa Dionisina, decretada por D. Dinis em 10 de maio de 1293 e que impunha mesmo uma multa para quem não cumprisse as suas disposições legais.

A apólice, datada de 1799, retrata a forma de contratação do risco e respetiva avaliação, e o documento é encimado pelas letras “JMJ” que traduziam a fé na proteção divina sobre o risco, ao invocarem “Jesus, Maria e José”. Na iconografia da sociedade de seguros identificam-se os dois riscos que se protegiam à época, o marítimo e o fogo.

O documento é encimado pelas letras “JMJ” que traduziam a fé na proteção divina sobre o risco, ao invocarem “Jesus, Maria e José”

A imagem do símbolo da Caldas, Machado, Gildemeester pretende transmitir a ideia de segurança e justiça em caso de ocorrência de sinistro, com estes bons valores ligados, acorrentados, à mesma. Curiosamente, esta iconografia é parcialmente reproduzida na capa da obra de referência de Oliveira Marques “Para a História dos Seguros em Portugal – notas e documentos”.

Comentando a descoberta e a sua aquisição, Vítor Alegria, cofundador e presidente do Clube Chapas, reafirmou “a determinação da equipa que lidero na salvaguarda da história do seguro em Portugal e promete perseguir outros achados”. O CHAPAS – Clube História e Acervo Português da Atividade desenvolve há mais de uma dezena de anos um trabalho de recolha, preservação e divulgação da história do seguro em Portugal.

Muito do acervo pode ser visto no museu virtual de seguros

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Clube Chapas resgata em Itália uma apólice de seguros portuguesa de 1799

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião