Generali/Tranquilidade com lucro recorde em Portugal em 2021

  • ECO Seguros
  • 26 Maio 2022

Resultados mais que quadruplicaram em 2021 para 54 milhões de euros, valor justificado por crescimento de vendas acima do mercado, otimização de custos e melhoria técnica da atividade.

A Generali Seguros registou, em 2021, um resultado líquido de 54,1 milhões de euros, mais que quadruplicando o lucro face aos 12,9 milhões de euros registados no ano anterior. Este desempenho reflete uma melhoria da componente técnica da sua atividade, combinada com uma otimização da sua estrutura de custos operacionais, afirma a companhia.

Pedro Carvalho, CEO da Generali em Portugal: ” O contexto no qual a companhia obteve estes resultados, continuou a ser muito desafiante, tanto a nível externo, como a nível interno”.Miguel Ribeiro Fernandes (APS)

O volume de negócios de contratos de seguro e de investimento do Grupo Generali, que, em Portugal, opera com as marcas Tranquilidade, Açoreana – apenas nos Açores – e LOGO, representou igualmente um crescimento face ao exercício anterior, atingindo os 1.138,2 milhões de euros dos quais 1.058,6 milhões na atividade Não Vida e os restantes 79,6 milhões na área Vida. Em 2020, o Grupo Generali tinha registado em Portugal, numa base comparável, um volume de negócios de 1.079,6 milhões de euros, dos quais 985,3 milhões em Não Vida e 94,3 milhões em Vida.

“O volume de negócios na atividade Não Vida da Generali em Portugal, ultrapassou pela primeira vez a barreira de mil milhões de euros confirmando uma boa performance comercial ao longo de 2021, com um crescimento no segmento Não Vida acima do mercado, que permitiu à companhia consolidar a sua posição no setor segurador português, reforçando a sua quota de mercado”, referiu Pedro Carvalho, CEO da Generali Seguros.

A Generali terminou o ano de 2021 com uma quota de mercado, em Não Vida, de 18,8%.

A Generali comenta ainda que o ano de 2021 continuou a ser marcado pela crise pandémica originada pela Covid-19, se bem que, ao contrário do ano de 2020, tenham já sido evidentes alguns sinais de recuperação a nível económico, com impacto no produto da economia portuguesa.

Não obstante estes sinais de recuperação, diz a companhia, “o contexto no qual a companhia obteve estes resultados, continuou a ser muito desafiante, tanto a nível externo, como a nível interno. Foi em 2021 que a companhia concluiu, em tempo recorde, o seu processo de integração, após a aquisição, efetuada em janeiro de 2020, pelo Grupo Generali”.

De forma complementar, refere a Generali, a seguradora “continuou o seu caminho de transformação, com uma aposta crescente numa estratégia digital no back office e front office, com impacto direto nos processos de venda, no desempenho operacional e nos níveis de serviço a clientes e parceiros de distribuição”.

A Generali em Portugal conclui que mantém perspetivas positivas para o exercício de 2022, “embora com alguma prudência, dada a indefinição quanto à evolução do conflito e a incógnita do seu desfecho, bem como da pandemia, fatores que estão a afetar globalmente a atividade económica”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Generali/Tranquilidade com lucro recorde em Portugal em 2021

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião