Morreu Leonardo Del Vecchio, acionista de referência na Generali SpA

  • ECO Seguros
  • 28 Junho 2022

Acionista de referência em entidades do setor financeiro, como Mediobanca, Unicredit e o grupo segurador Generali, o industrial italiano deixa vasta fortuna a 5 filhos herdeiros.

Leonardo Del Vecchio, industrial e terceiro maior investidor individual na estrutura acionista da Assicurazioni Generali, morreu. Fundador da Luxottica em 1961, o multimilionário era Chairman do grupo EssilorLuxottica, formado em 2018 por fusão dos dois fabricantes de lentes oftálmicas e óculos de moda e uso desportivo. A companhia anunciou com tristeza, dia 27 de junho, o falecimento do empresário.

Considerado o segundo homem mais rico de Itália, o industrial tinha 87 anos. Através da Delfin S.a.r.l., holding pessoal, Del Vecchio era maior acionista individual do grupo financeiro Mediobanca e influente investidor da Generali SpA, detendo participação relevante (inferior a 10%) na seguradora que é terceira entre os maiores grupos europeus do setor, atrás das concorrentes Allianz e AXA.

Na Generali, Del Vecchio e outros minoritários formaram em 2021 um pacto parassocial criticando a liderança de Philippe Donnet (CEO), nomeadamente a estratégia de crescimento e aquisições, que consideravam pouco ambiciosa.

Além das participações na banca (Mediobanca e Unicredit) e seguros (Generali), a fortuna de Del Vecchio estende-se ao imobiliário (Covivio S.A.) e inclui bens patrimoniais espalhados por vários países.

De origem humilde e desde muito cedo ligado à indústria dos óculos, criou e liderou a Luxottica (fabricante dos óculos Ray-Ban e de outras marcas), grupo que expandiu além das fronteiras. Conservando liderança da empresa que fundou, detinha ainda 62% do grupo Luxottica através da sua holding pessoal. Com o seu desaparecimento, os herdeiros ficam com 32% do capital da EssilorLuxottica.

Nos últimos 50 anos, o grupo italiano cresceu através de aquisições por todo mundo. Nas últimas 3 décadas estabeleceu acordos de licenciamento para fabricar acessórios de moda (óculos) com mais de uma dúzia de marcas de luxo, entre as quais Armani, Prada, Versace, Bulgari, Chanel, Tiffany, Burberry, Michael Kors, Donna Karan e D&G, Ralph Lauren e Valentino.

A EssilorLuxottica é atualmente líder global no setor de lentes oftálmicas e óculos de moda. Empregando globalmente cerca de 180 mil pessoas, o grupo fechou 2021 com faturação proforma de 21,5 mil milhões euros.

Condecorado Cavaliere del Lavoro (título atribuído em 1986 pelo Presidente de Itália), o industrial também criou uma instituição de apoio a causas sociais e iniciativas não lucrativas (Leonardo Del Vecchio Foundation). Deixa marca em Itália como homem de negócios, além de património pessoal e imobiliário estimado em mais de 25 mil milhões de dólares aos cinco filhos herdeiros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Morreu Leonardo Del Vecchio, acionista de referência na Generali SpA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião