Descola esta sexta-feira primeiro voo com combustível sustentável a partir de Portugal

Este voo acontece no âmbito de uma parceria assinada pela TAP, Galp e ANA-Aeroportos de Portugal, que pretendem juntar-se para o desenvolvimento, produção e fornecimento de combustíveis sustentáveis.

Acontece esta sexta-feira o primeiro voo com origem em Portugal que é abastecido com combustível de aviação sustentável (SAF, na sigla inglês). A incorporação deste combustível permitiu uma redução de 35% das emissões totais de dióxido de carbono.

Este voo acontece no âmbito de uma parceria assinada pela TAP, Galp e ANA – Aeroportos de Portugal, que pretendem juntar-se para o desenvolvimento, produção e fornecimento de combustíveis sustentáveis para aviação em larga escala, a partir de resíduos, óleos usados e outras matérias-primas sustentáveis.

O CEO da ANA – Aeroportos de Portugal, Thierry Ligonnière (E), a CEO da TAP, Christine Ourmières-Widener (C) e o CEO da Galp, Andy Brown (D), durante a assinatura dos protocolos de colaboração entre a ANA, TAP e GALP, no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, 22 de julho de 2022. A TAP, a Galp e a Ana – Aeroportos de Portugal apresentam o projeto SAF sobre a realização do primeiro voo em Portugal com Sustainable Aviation Fuel e assinam um protocolo de colaboração para a promoção e uso de combustíveis sustentáveis.TIAGO PETINGA/LUSA

O voo desta sexta-feira vai fazer a ligação entre Lisboa e Ponta Delgada, num Airbus 321neo. Anteriormente, já tinha aterrado em Portugal um voo da Air France e outro da Transavia que utilizaram estes combustíveis, mas nunca um avião tinha sido abastecido e descolado de terras lusas com este combustível.

O combustível incorporou 39% de matéria de origem renovável (HEFA), com menos emissões totais quando comparado com a alternativa fóssil. A redução de emissões neste voo foi de 7,1 toneladas de dióxido de carbono equivalente (CO2eq), o que representa uma diminuição de 35% das emissões totais de CO2.

Esta parceria, formalmente assinada numa cerimónia que contou com a presença da CEO da TAP, Christine Ourmières-Widener, do CEO da Galp, Andy Brown, e do CEO da ANA, Thierry Ligonnière, está em linha como o pacote climático Fit for 55 da Comissão Europeia, o qual inclui a iniciativa legislativa ‘RefuelEU Aviation’, que visa aumentar a oferta e a procura de SAF na União Europeia e a sua utilização em 2% até 2025, 5% até 2030 e 63% até 2050.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Descola esta sexta-feira primeiro voo com combustível sustentável a partir de Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião