Juros da habitação sobem em julho para máximos de final de 2020

Taxa de juro para contratos de crédito à habitação subiu para 0,912% em julho. Capital médio em dívida aumentou 344 euros e prestação média agravou-se em três euros.

As taxas de juro para o crédito à habitação subiram pelo quinto mês consecutivo: em julho, fixaram-se em 0,912%, uma subida de 5,4 pontos base face ao mês anterior. Esta é a percentagem mais elevada desde novembro de 2020, segundo os dados divulgados esta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em ritmo mais acelerado subiu a taxa de juro para os contratos de crédito assinados nos últimos três meses, para 1,289%, mais 13,1 pontos base do que em junho. Nestes contratos, a taxa de juro está a subir há quatro meses consecutivos e fixou-se no patamar mais elevado desde agosto de 2019.

O capital em dívida aumentou para 60.405 euros, voltando a fixar um novo recorde na série estatística do INE, iniciada em janeiro de 2009. O valor médio da prestação subiu três euros, para 264 euros. Dentro da prestação, 83% corresponderam a capital amortizado; o restante serviu para pagar juros.

Por destino de financiamento, nos contratos para comprar casa, a taxa de juro subiu para 0,928%, o quinto mês consecutivo de aumento. Para a construção de habitação, a subida foi para 0,730%; na reabilitação, o aumento foi para 1,080%.

(Notícia atualizada às 11h49 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Juros da habitação sobem em julho para máximos de final de 2020

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião