Margem de refinação da Galp afunda para menos de metade no segundo trimestre

No segundo trimestre de 2022, logo após o início da guerra na Ucrânia, a margem da Galp atingiu 20,1 dólares por barril de petróleo. Um ano depois, o indicador afundou 62%, para 7,7 dólares.

A Galp Energia GALP 0,48% produziu menos petróleo no segundo trimestre do ano e a margem de refinação caiu significativamente no mesmo período, fruto do recuo dos preços dos produtos petrolíferos ao longo do último ano.

No segundo trimestre de 2022, logo após o início da invasão da Rússia à Ucrânia, a margem da Galp era de 20,1 dólares por barril de petróleo ou equivalente. Um ano depois, no segundo trimestre de 2023, a Galp registou uma margem de 7,7 dólares, o que constitui uma queda de 62% em termos homólogos e de 46% face ao primeiro trimestre deste ano.

A informação foi divulgada pela empresa esta segunda-feira de manhã no trading update do segundo trimestre, uma súmula de dados operacionais divulgada trimestralmente pela companhia e enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). A empresa mostra estes dados aos investidores para os preparar para a apresentação de resultados marcada para 31 de julho, antes da abertura das bolsas.

De acordo com o balanço, a produção working interest da Galp no trimestre desceu ligeiramente, menos 2% em termos homólogos, para 117,1 mil barris de petróleo ou equivalente por dia.

A esmagadora maioria da produção centrou-se no Brasil, com uma melhoria de 4% em termos homólogos, mas uma descida de 3% face ao primeiro trimestre de 2023, devido a operações de manutenção realizadas no período, explica a Galp.

(Notícia atualizada pela última vez às 8h00)

Evolução das ações da Galp em Lisboa

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Margem de refinação da Galp afunda para menos de metade no segundo trimestre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião