• Entrevista por:
  • António Ferreira

Educação Financeira brilha em Cinfães. “É muito gratificante ouvi-los falar sobre a sua poupança”

Em 10 edições do Concurso Todos Contam, iniciativa dos supervisores (ASF, BdP e CMVM), o Agrupamento escolar de Cinfães arrecadou 9 distinções. É trabalho de equipa, diz professora premiada.

Docente do 1º ciclo na EB de Cinfães e titular de uma turma do 4º Ano, Maria Irene Ramos destacou-se anos seguidos na implementação de projetos de educação financeira nas escolas. ECOseguros entrevistou a Professora.

Maria Irene Ramos, com alunos da Escola Básica de Cinfães, mostra prémio do concurso: 1000 euros para material educativo.

Ao longo de 10 edições do Concurso “Todos Contam!” o Agrupamento Escolar General Serpa Pinto praticamente não falhou distinções…

É verdade. Nas dez edições do concurso Todos Contam, o Agrupamento de Escolas General Serpa Pinto, de Cinfães, obteve nove distinções. Já obtivemos prémios em todos os níveis de ensino – Prémio Escola – e também já recebemos Prémios de Continuidade. Este ano, para além do Prémio Escola, conseguimos também o Prémio Professor.

E desde que assumiu a coordenação do projeto, o número de prémios aumentou…

Eu passei a ser responsável pelo Plano de Educação Financeira do agrupamento no ano letivo 2017/2018, quando o concurso Todos Contam ia na sua 6ª edição, e logo nesse ano obtivemos mais uma distinção. Nas quatro edições seguintes, também fomos premiados. Nos últimos três anos, juntou-se a mim, o professor Óscar Gomes, docente na Escola Básica General Serpa Pinto, Cinfães (2.º e 3.º Ciclo) e passamos a trabalhar em conjunto.

Como se faz um agrupamento escolar tantas vezes campeão?

Todos os anos preparamos um Plano de Educação Financeira para todos os níveis de ensino do agrupamento, da Educação Pré-Escolar ao 3.º Ciclo do Ensino Básico, com propostas de atividades que vão de encontro aos temas e objetivos definidos no Referencial de Educação Financeira. Posteriormente, selecionamos um nível de ensino e preparamos a candidatura ao concurso Todos Contam. Procuramos ser objetivos na candidatura, mas ao mesmo tempo muito realistas relativamente às atividades que nos propomos desenvolver.

"Pensamos que a chave do nosso sucesso está na forma como todo o agrupamento (alunos, professores, assistentes operacionais, pais e encarregados de educação) encara a temática da Educação Financeira e, consequentemente, na forma como todos se envolvem na implementação do projeto.”

Irene Ramos

Professora do 1º Ciclo, EB de Cinfães

Só Jardins de Infância são pelo menos sete, mais as escolas dos ciclos de ensino básico…

Envolvemos sempre todos os alunos do nível de ensino que decidimos candidatar, o que, no caso da Educação Pré-Escolar e do 1.º Ciclo, implica diversas escolas e jardins-de-infância, na sua maioria afastados da sede do agrupamento e com características próprias. Não concebemos um projeto que não envolva todos os alunos, quer estejam próximos da vila ou não, por isso, todas as atividades que propomos são exequíveis em todos os estabelecimentos de ensino que fazem parte do nosso agrupamento. Ainda este ano, tivemos sessões de Literacia Financeira para a Educação Pré-Escolar dinamizadas por colaboradores da Agência de Viseu do Banco de Portugal que, ao longo de quase uma semana, se deslocaram a todos os estabelecimentos deste nível ensino do Agrupamento.

Enquanto docente, como articula atividade letiva e coordenação do projeto nas escolas de Cinfães?

Sou professora do 1.º Ciclo na Escola Básica de Cinfães e, enquanto titular de turma, não é fácil acumular estas funções, apesar da colaboração do professor Óscar. Trabalhar com crianças do 1.º Ciclo é muito absorvente e o horário é muito preenchido, no entanto, conto também com o apoio de todos os colegas, não só na implementação do projeto, como ainda na fase de preparação, sugerindo atividades que podem ser desenvolvidas, apoiando na conceção e preparação de materiais, recolhendo evidências… é, sem dúvida, um trabalho de equipa.

As famílias dos alunos, colegas docentes e funcionários do agrupamento participam no esforço?

Sem o apoio de toda a comunidade educativa do Agrupamento de Escolas de Cinfães não seria possível fazer este trabalho. Todos os professores estão connosco nesta tarefa, os assistentes operacionais ajudam em tudo o que é possível, as famílias também se envolvem e colaboram…. No Agrupamento de Escolas General Serpa Pinto trabalhamos sempre desta forma, não só na Educação Financeira, como noutros projetos em que o agrupamento está envolvido.

"Os nossos alunos estão mais conscientes da importância de adotar comportamentos financeiros mais responsáveis (…), o que muito nos agrada, pois significa que a escola e a família estão juntas também nesta tarefa.”

Irene Ramos

Professora do 1º Ciclo, EB de Cinfães

Qual é o sentimento de conquistar o Prémio Professor(a)?

Este ano, foi a primeira vez que nos candidatamos ao Prémio Professor e obtivemos a distinção… o sentimento mais forte é, sem dúvida, uma enorme gratidão por ver reconhecido o trabalho que temos vindo a fazer. Pensamos que a chave do nosso sucesso está na forma como todo o agrupamento (alunos, professores, assistentes operacionais, pais e encarregados de educação) encara a temática da Educação Financeira e, consequentemente, na forma como todos se envolvem na implementação do projeto.

Como avalia a preparação dos seus alunos face aos objetivos do Referencial de educação financeira?

Enquanto professora titular de uma turma do 4.º Ano, é com muita satisfação que vejo a forma como os meus alunos evoluíram e como reconhecem a importância da poupança, relacionando as noções abordadas com situações do seu dia a dia.

Isso significa que os resultados são visíveis?

É com muita satisfação que vejo a forma empenhada como os nossos alunos realizam as atividades propostas e como vão adquirindo noções tão importantes como a existência de bens essenciais e supérfluos, a necessidade de poupar para ter, a importância de trabalhar para ter dinheiro e não gastar tudo o que se ganha… Também é muito gratificante ouvi-los falar sobre a sua poupança, o dinheiro que têm no mealheiro e até no banco… Em termos globais, pensamos que os nossos alunos estão mais conscientes da importância de adotar comportamentos financeiros mais responsáveis e sabemos, também através do testemunho dos encarregados de educação, que o tema também é discutido em casa, o que muito nos agrada, pois significa que a escola e a família estão juntas também nesta tarefa.

No quadro do Plano Nacional de Formação Financeira (PNFF), com objetivo promover e incentivar desenvolvimento de projetos de educação financeira nas escolas, o concurso Todos Contam é uma Iniciativa do Conselho Nacional de Supervisores Financeiros (BdP, ASF e CMVM) com o Ministério da Educação e atribui anualmente os “Prémios Escola” e “Prémio Professor(a)”, podendo também ser atribuído um prémio de Continuidade. Cada prémio corresponde a livros e materiais escolares no valor de 1 000 euros. Para eleger os melhores projetos do ano letivo de 2022/2023 nas escolas portuguesas, o Concurso Todos Contam já iniciou receção de candidaturas para a 11ª edição.

Está aberto período de candidaturas para nova edição do Concurso, o Agrupamento vai participar?

Ainda não terminamos o ano letivo e ainda temos o Relatório de Implementação do projeto desenvolvido este ano para apresentar… Embora a decisão de participarmos ou não na próxima edição do concurso caiba à direção do agrupamento, a probabilidade de continuarmos a participar é muito elevada…

Caso avancem, quais seriam os temas de Cinfães em cada ciclo de ensino?

Na Literacia Financeira há vários temas que poderão ser tratados… o importante é que os nossos alunos continuem a trabalhar estas questões, adquirindo conhecimentos que lhes permitam tomar decisões de natureza financeira mais conscientes e responsáveis.

Isso significa que continuará a abordar temas no âmbito da literacia financeira?

Enquanto professora, pretendo continuar a trabalhar nas minhas aulas a temática da Educação Financeira, cuja importância na formação geral das nossas crianças e jovens é absolutamente incontornável… enquanto corresponsável do Plano de Educação Financeira, é possível que dê continuidade ao trabalho que temos vindo a desenvolver.

  • António Ferreira

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Educação Financeira brilha em Cinfães. “É muito gratificante ouvi-los falar sobre a sua poupança”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião