Marta Graça Ferreira(Real Vida): “Temos de nos reinventar e encontrar soluções”

A Vice-presidente da Real Vida anuncia um produto Vida para segmentos específicos com análise e aceitação através de Inteligência Artificial. A companhia ganhou um prémio pelos fundos de pensões.

“Estamos a desenvolver para 2021 um novo seguro vida para segmentos específicos, com análise e aceitação imediata assente em tecnologias de inteligência Artificial.”

Marta Graça Ferreira é vice-presidente da Real Vida Seguros e responsável pelos canais de distribuição, fundos de pensões e marketing da companhia portuguesa que é independente de bancos. No final de 2019, a Real Vida era a 19ª maior companhia portuguesa, com 108 milhões de euros de prémios emitidos e a 11ª maior companhia no ramo Vida. Explicou o posicionamento da companhia em entrevista a ECOseguros.

Qual a importância das Pensões e poupanças de longo prazo no negócio da companhia?

O posicionamento da Real Vida Seguros face à importância das poupanças e pensões é de oferecer as melhores soluções tendo para tal os melhores especialistas. Todos sabemos da importância que as poupanças têm na vida das Pessoas. Sendo uma companhia de pessoas e para pessoas a Real vida Seguros tem na sua estratégia uma aposta de longo prazo nesta importante área onde procuramos estar presentes em todo o ciclo de vida do cliente.

A Real Vida tem um grande foco no ramo Vida onde está no top das seguradoras portuguesas. Como tem reagido à atual crise do setor Vida?

O atual momento resulta essencialmente do efeito de contração provocada pela crise a nível global. Neste atual panorama temos de nos reinventar e encontrar soluções que vão ao encontro das verdadeiras preocupações dos consumidores, designadamente a necessidade de proteção pessoal e familiar, expondo de forma muito nítida e clara as necessidades relacionadas na área saúde e previdência, linhas de negócio onde temos crescido continuamente. Por outro lado, nos dias de hoje os clientes procuram elevada liquidez nos produtos de investimento, pelo que lançámos um produto que permite o resgate sem qualquer penalização, indo assim ao encontro das necessidades dos clientes.

independência da Seguradora só pode resultar em benefício do consumidor final e respetivos distribuidores.

Ser uma companhia portuguesa e independente de bancos tem vantagens junto de distribuidores e clientes?

Todos os tipos de canais de distribuição são relevantes pelas diferentes características que os distinguem, sendo que a independência da Seguradora só pode resultar em benefício do consumidor final e respetivos distribuidores. Esta flexibilidade é uma vantagem de extrema importância para uma seguradora com as nossas características, muito valorizada pelos nossos parceiros.

Por ser independente de bancos torna mais difícil a captação de clientes de crédito à habitação?

É inegável a vantagem que a banca tem na apresentação do seguro de vida aquando da concessão do empréstimo para compra de casa. Essa vantagem obriga-nos a um esforço adicional na divulgação dos direitos dos clientes, e sobre possibilidade de obterem uma elevada poupança no custo do seguro e mais qualidade nas coberturas, por nós oferecidas.

Atualmente estará o ramo saúde está mais próximo do ramo Vida que do ramo Não vida?

A resposta é sim porque ambos os seguros Vida e Saúde se destinam à proteção das pessoas pelo que há uma estreita proximidade e complementaridade das suas coberturas. Não obstante, enquanto especialistas, compete-nos esclarecer os diferentes contextos de aplicação do seguro de saúde e do seguro de Vida na proteção pessoal e familiar.

Que novos produtos estão a ser preparados pela companhia?

Recentemente lançámos um novo seguro de saúde, reformulámos a nossa oferta de seguro de saúde na área das doenças graves, bem como na área de investimento do qual destacamos o Real Investimento 1|2|3. Estamos a desenvolver para 2021 um novo seguro vida para segmentos específicos, com análise e aceitação imediata assente em tecnologias de inteligência Artificial.

estamos presente em todos os canais de distribuição, apostando no reforço da digitalização dos processos

Como está a rede de distribuição. Que evolução prevê para ela?

A estratégia da Real Vida Seguros é estar presente em todos os canais de distribuição, apostando no reforço da digitalização dos processos no sentido de ajudar os nossos parceiros a consolidar e a crescer nos seus negócios.

A Real acabou de ganhar o prémio APFIPP “Melhor Fundo de Pensões Aberto com ISRR 2”, pode explicar a história deste fundo quem gere e os motivos para ser considerado o melhor?

O Real Reforma Garantida é um Fundo de Pensões que foi criado especialmente para investidores que optem pela preservação do capital investido durante todo o período do investimento. A gestão das Carteiras dos nossos Fundos de Pensões, é da responsabilidade da Direção de Gestão de Ativos da Real Vida Seguros, que permanentemente procura um equilíbrio entre o acréscimo de rentabilidade e o acréscimo de volatilidade dos investimentos efetuados.

 

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Marta Graça Ferreira(Real Vida): “Temos de nos reinventar e encontrar soluções”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião