A Rússia vai perder (mesmo que ganhe)premium

A Rússia pode vencer no terreno, mas vai ter de usar um nível de violência e destruição arrepiantes, e no final será vencida. Não tem economia, população e estrutura militar para vencer.

A invasão da Ucrânia por parte da Rússia, e a guerra que nos últimos quase 30 dias tem ocupado praticamente todo o espaço noticioso, tem-nos confrontado com uma realidade que julgávamos que não veríamos na Europa. Uma guerra brutal, com um exército convencional a invadir um país estrangeiro e soberano. Desde a 2ª Guerra Mundial que a Europa não assistia a uma guerra assim no seu espaço. A guerra da Jugoslávia foi sobretudo uma guerra civil, de um país que era uma federação, mantida unida pela força de uma ditadura comunista e do seu líder Tito. Esta guerra tem contornos clássicos. Embora a desproporção de forças faça com que não haja batalhas como Kursk ou El-Alamein. Os Ucranianos têm procurado defender o seu país usando técnicas não convencionais, quer de ataques, quer de ação de

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos