Ucrânia

Rússia invadiu a Ucrânia.

"Vou voltar a falar ao telefone com Putin, porque é necessário falarmos uns com os outros", disse Scholz, em declarações ao jornal alemão Tagesspiegel.

O chanceler alemão prometeu ter sempre em mente a "segurança" da Alemanha. Scholz reconheceu que muitos cidadãos estão "muito preocupados" porque querem que a guerra na Ucrânia "não se aproxime".