Depois da Evergrande, crise chega ao Shimao Group. O que se passa com o mercado imobiliário na China?premium

Depois da Evergrande, o Shimao Group também está a preocupar os investidores devido ao risco de incumprimento. Afinal, o que se está a passar no mercado imobiliário chinês?

No final do ano passado, o mundo passou a conhecer a gigante chinesa Evergrande, depois da polémica que envolveu a empresa de imobiliária devido às suas elevadas dívidas. Mas à medida que aumentam as preocupações com a dívida no setor imobiliário da China, vão aparecendo mais "vítimas". O ano arrancou com os olhos postos no Shimao Group, outro gigante do setor, que estará a alienar vários projetos para aliviar as contas. A 15 de dezembro do ano passado, o Shangai Shimao (subsidiária do Shimao Group) foi questionado pela Bolsa de Xangai sobre a venda de vários projetos imobiliários, avaliada em 1,65 mil milhões de yuans (229,1 milhões de euros), a um dos seus afiliados. De acordo com o South China Morning Post(conteúdo em inglês, acesso pago), esse pedido de esclarecimento foi feito

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos