Aprendizagem e desenvolvimento na era pós-covid

  • Sandra Rebelo
  • 9 Dezembro 2020

É imprescindível aprendermos a comunicar à distância, a criar objetivos claros e a trabalhar por resultados.

A Covid-19, como fator exógeno e imprevisível, veio para nos proporcionar inúmeros desafios e oportunidades, para transformar as empresas e forçar a procura de soluções relativas a questões nunca antes debatidas.

Ainda antes desta pandemia, já era preocupação de todos o grande desafio de gerir e formar pessoas, mantendo-as motivadas no seu dia-a-dia. Agora, o desafio mantém-se, no entanto, levanta-se a necessidade de estimular o seu upskilling, isto é, garantir que cada pessoa tem, do seu lado, o que é necessário para ser produtivo no mundo digital.

Embora o processo de transformação digital nas empresas tenha iniciado antes desta pandemia, esta nova realidade exigiu uma transformação no nosso dia-a-dia. Se, por um lado, tivemos de nos adaptar a uma nova forma de trabalhar, mais digital e à distância, por outro lado, todo o processo de formação e desenvolvimento das nossas pessoas, também foi repensado. Voltamos a pensar em competências que até então estavam “esquecidas”, como a resiliência, trabalhamos com as nossas lideranças novas formas de liderar e mantemos o foco no digital.

É imprescindível aprendermos a comunicar à distância, a criar objetivos claros e a trabalhar por resultados. Nunca o feedback, a gestão de expectativas e acompanhamento próximo das pessoas foi tão importante. De salientar que será fulcral a construção e evolução da performance corporativa assente no pilar da confiança, a qual deve ser alicerçada na disciplina e responsabilidade individuais. O acompanhamento remoto permite uma gestão de trabalho mais individual. Por isso, parece-nos que urge a necessidade de criar padrões de comunicação eficazes, assim como um alinhamento de expectativas, para que os objetivos sejam atingidos atempadamente.

Algumas organizações já sentiam a necessidade de munir as suas pessoas de algumas ferramentas de aprendizagem à distância. No entanto, no que diz respeito a áreas de formação, o surgimento de novos desafios criados pela Covid-19, vieram reestruturar o seu formato, desmaterializando processos e estruturas, transformando programas tipicamente presenciais em programas digitais. Esta necessidade trouxe também a oportunidade de as organizações serem mais disruptivas, até na forma como envolvem os colaboradores à distância, nomeadamente através de team buildings feitos através de realidade aumentada ou virtual. Agora, tudo neste âmbito é possível, e basta haver imaginação.

De igual modo, a palavra diversidade tornou-se mais frequente. As organizações deparam-se com uma força de trabalho mais diversificada e volátil, sem barreiras. Se pensarmos num exemplo muito concreto como é o desafio, para qualquer empresa, de ter membros com mobilidade reduzida a colaborar numa equipa, neste momento todo o processo foi facilitado, visto terem sido quebradas as barreiras físicas.

Esta nova forma de trabalho, se for bem gerida, pode ser uma clara vantagem para todos. O surgimento do teletrabalho faz cair, também, mais uma barreira: a geográfica. As organizações, podendo contratar sem esta limitação, receberam a oportunidade de descobrir e de se conectarem com o melhor know-how do mercado, estejam onde eles onde estiverem.

Não sabemos o que será o futuro relativamente a esta pandemia, mas todas estas mudanças devem ser consolidadas numa perspetiva de continuidade, facilitando as condições de trabalho aos colaboradores, de modo que atinjamos a maior produtividade possível e um sucesso profissional individual e coletivamente neste novo mundo pós-Covid.

*Sandra Rebelo é responsável pela aprendizagem e desenvolvimento na Galp.

  • Sandra Rebelo

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Aprendizagem e desenvolvimento na era pós-covid

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião