O caso TAP tem de servir de alertapremium

A gigantesca exposição dos dados operacionais da TAP tem de servir de exemplo para que empresas e cidadãos pensem nos dados de maneira diferente.

Esta semana percebeu-se a verdadeira dimensão do ataque aos dados da TAP. Os danos para a empresa serão provavelmente incalculáveis, tal o tamanho da exposição. A publicação de grande parte dos seus dados operacionais é um rombo de que a empresa pode nunca recuperar, tendo em conta a quantidade e qualidade do que foi revelado. A informação será útil aos seus concorrentes, aos seus fornecedores e aos seus clientes, que poderão utilizar o novo conhecimento sobre as práticas diárias para prejudicar a sua atividade. Este caso tem de servir de exemplo a todas as empresas, independentemente da dimensão, para que não descurem a proteção dos seus dados - sob pena de porem em risco a sua sobrevivência. Há por isso um trabalho, e um trabalho grande, a fazer com as empresas para garantir uma melhor

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos