O Futuro do Amor vem em Cápsulas.

Este ano é caso para dizer que o amor vem em cápsula. Em forma de colab. e em edição limitada. E se quisermos para namorados, amantes e amigos.

Será cedo para falar do dia dos namorados? Deste lado não, há várias semanas que as marcas trocam promessas de amor com os consumidores, em forma de novos produtos, novas coleções e campanhas, criadas especificamente para uma das alturas de consumo representativa nos negócios, graças aos corações mais apaixonados. Ainda que para muitos o amor e o romance devam ser celebrados todos os dias, no caso das marcas é importante um certo alinhamento de calendário, até porque facilita a estratégia. E traz negócio.

Este ano é caso para dizer que o amor vem em cápsula. Em forma de colab. e em edição limitada. E se quisermos para namorados, amantes e amigos. Também é para isso que serve a entrada numa nova década…celebrar o amor nas suas mais diversas manifestações.

A ideia tem a assinatura criativa de Marc Jacobs, que para além das propostas de VALENTINE’S DAY GIFTS, decidiu criar uma coleção cápsula para quem quer:

. Usar e mostrar o seu amor;

. Usar para limpar as lágrimas;

. Usar para passar o dia sozinho – (os famosos “encalhados” também são um mercado).

Três camisolas criadas em colaboração com três grupos de amigos e namorados. Uma com Devon Lee Carlson e o músico Jesse Rutherford que escolheram umas algemas que significam para sempre. “We find new things to love about each other everyday” lê-se no Instagram, onde o designer apresentou a coleção. Erin Magee e a sua parceira Nicole Albino usaram cristais e celebram a maternidade. “I’ve always loved how hardcore Erin is but watching her melt for our daughter Goldie, is the sweetest thing ever. Above all — she’s an incredible mom” revela no post Nicole. Já os melhores amigos, nascidos em Brooklyn Ian Isiah e Gitoo criaram a t-shirt com Marc Jacobs assumindo que é um retrato do “Our Ying and Yang lifestyle :)))” e lê-se ‘Jovens, talentosos e arrebatadores’.

Cool. Representativo. Exclusivo. Mas também não consensual. E nesses casos, se o futuro do amor pode vir em cápsulas, talvez cada um possa criar a sua própria…

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

O Futuro do Amor vem em Cápsulas.

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião