Produtores de cereja do Fundão “apanham” subida nos custos e perdas no pomarpremium

Produtores do Fundão, que têm uma quota de 60% na cereja nacional, receiam uma redução da margem de lucro por causa do aumento dos custos na produção e na distribuição, clamando por apoios públicos.

Os produtores da cereja do Fundão, considerada uma marca de referência no país, pedem o apoio do Governo para ajudar a suportar o peso crescente dos custos de produção e de distribuição,que estão a sentir na pele por causa da “abrupta” subida dos preços dos fertilizantes, do cartão, da energia e dos combustíveis, sobretudo a reboque da guerra na Ucrânia. Caso contrário, podem ter de aumentar o preço deste fruto no mercado para não haver uma redução significativa da margem de lucro. Para o presidente da Câmara Municipal do Fundão, Paulo Fernandes, “imputar estes custos ao consumidor final,correndo o risco da cereja atingir um valor muito carono mercado, não é a melhor resposta para o problema.Na pior das hipóteses, o consumidor pode optar por comprar a cereja importada e a um preço

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos