Carreiras

Em 2019, Portugal tinha 36,2% de diplomados entre os 30 e os 34 anos, ainda longe da meta dos 40% definida em 2010. O Tribunal de Contas considera medidas insuficientes e pouco orientadas para a meta.

Portugal tem a segunda maior taxa da União Europeia de licenciados nas áreas de engenharia, indústrias transformadoras e construção, com 20%, revela o Eurostat.