Ciudadanos propõe novas regras laborais e Espanha com fuso horário de Portugal

  • Lusa
  • 29 Setembro 2016

O partido espanhol de centro-direita Ciudadanos apresentou hoje no parlamento uma proposta de resolução sobre um pacto para a flexibilização da jornada laboral.

A proposta do partido liderado por Albert Rivera inclui a sugestão de que Espanha passe a usar o mesmo fuso horário de Portugal. O grupo parlamentar do Ciudadanos quer incentivos para as empresas que apliquem medidas de flexibilização da jornada laboral para todos os seus empregados.

Entre outras propostas, o partido pretende introduzir horários flexíveis de entrada e saída do local de trabalho, aplicar fórmulas de teletrabalho, reduzir o tempo reservado às refeições para 30 a 45 minutos, compatibilizar os calendários escolar e laboral e recuperar o fuso horário GMT (o mesmo de Lisboa no horário de inverno).

O Ciudadanos também defende a criação de um crédito fiscal adicional por cada criança com idade até aos três anos e incentivos para as empresas que ofereçam serviços de infantário aos seus trabalhadores.

A formação dirigida por Albert Rivera apela para a promoção ativa da igualdade de género dentro das empresas, para identificar as situações de discriminação na hora de tomar decisões sobre promoções e contratações.

O grupo parlamentar do Ciudadanos quer ver instaurada uma cultura de transparência no processo de seleção em todos os níveis de contratação e obrigar as empresas cotadas em bolsa a estabelecer objetivos claros de representação de mulheres em altos cargos e conselhos de administração.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ciudadanos propõe novas regras laborais e Espanha com fuso horário de Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião