Estátua de Trump à venda. Quem compra?

  • Paula Paz Dias
  • 7 Outubro 2016

As eleições nos EUA não são apenas um acontecimento político. São também uma fonte de inspiração para os criadores.

A leiloeira Julien´s Auctions vai vender, a 22 de outubro, uma das estátuas de Donald Trump, de tamanho natural, que o colectivo de artistas Indecline espalhou por diversas cidades dos Estados Unidos.
Originalmente colocada no passeio da Hollywood Boulevard, em frente à Galeria “La Luz de Jesus”, esta foi uma das duas estátuas que escapou a ser confiscadas pelas autoridades, graças ao director dessa galeria, que as abrigou.
A 18 de Agosto, o grupo de artistas Indecline instalou em simultâneo, 5 estátuas de tamanho natural do candidato republicano à presidência norte-americana, Donald Trump, nu e sem testículos, em artérias muito movimentadas das cidades de Los Angeles, Nova York, São Francisco, Cleveland e Seattle.
As estátuas foram removidas, passadas poucas horas mas, entretanto, imensos curiosos se deleitaram a fazer selfies e parodiar com a fisionomia do candidato. Ironicamente, afirmava o porta-voz do Departamento de Parques de Nova York “NYC Parks stands firmly against any unpermitted erection in city parks, no matter how small”.
Os artistas da Indecline disseram em press release que “ao contrário das estátuas, é nossa esperança que Donald Trump, actual imperador do fascismo e da intolerância, nunca venha a ocupar o mais importante poder político e militar do mundo”. Acrescentaram em entrevista ao “The Washington Post” que pretendiam “humilhar Trump e, ao mesmo tempo, espelhar as suas tendências autoritárias, já que é usual os ditadores erguerem estátuas de si próprios”.

Ao contrário das estátuas, é nossa esperança que Donald Trump, actual imperador do fascismo e da intolerância, nunca venha a ocupar o mais importante poder político e militar do mundo.

Indecline

Face à valorização de mercado da peça, não é de admirar que uma outra réplica da estátua de genitais incompletos do candidato à presidência, instalada em Setembro no tecto do “Wynwood Arts Complex “ de Miami, tenha rapidamente desaparecido e alegadamente adquirida por 50.000 dólares, segundo o “Miami Herald”.
O valor da estátua de Trump que vai a leilão está estimado entre 10.000 a 20.000 dólares, mas a Julien´s Auction conta arrecadar entre 50.000 a 100.000 dólares, posto que teve já ofertas muito superiores, sendo que parte dos lucros reverterão a favor do National Immigration Forum.

trump1
Estarão também à venda neste leilão “Street Art and Contemporary Art”, peças de outros artistas como o retrato de Barack Obama “Hope” de Shepard Fairey, entre outras de Banksy e Keith Harring.
Esta edição de “The Emperor has no Balls” fará certamente uma boa parelha com a “ball-grabbing Hillary” representada no quadro de Knowledge Bennett “Cojones Hillary Clinton, Gold”.

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Estátua de Trump à venda. Quem compra?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião