Jerónimo de Sousa diz que “Governo só tem a ganhar com mais transparência”

Sobre a polémica à volta dos salários dos gestores da Caixa, o líder comunista diz que o PCP "não acompanha a conceção de que o que existe é suficiente".

Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP adiantou esta noite, em entrevista à SIC, que o partido “não acompanha a conceção de que o que existe é suficiente” referindo-se à polémica à volta dos salários dos gestores da Caixa Geral de Depósitos e das últimas afirmações por parte do ministério das Finanças que adiantam que António Domingues apenas tem que responder perante o acionista Estado, estando assim livre de apresentar a sua declaração de rendimentos ao Tribunal Constitucional.

Para Jerónimo de Sousa “o Governo e o estado só têm a ganhar com mais transparência” para acrescentar que “é chocante a diferença de rendimentos e privilégios por parte dos administradores”.

Jerónimo de Sousa recordou a iniciativa legislativa dos comunistas, apresentada a semana passada, sobre o o salário dos gestores públicos e privados que foi chumbada por PSD e PS na respetiva comissão parlamentar. A iniciativa do PCP limitava o salário dos gestores públicos “com um nível salarial equiparado ao do Primeiro-Ministro”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Jerónimo de Sousa diz que “Governo só tem a ganhar com mais transparência”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião