Cinco blogues para apanhar o rasto à poupança

Se poupar está na sua lista de compras, veja primeiro estes blogues. São cinco sugestões para ficar a par das campanhas e promoções, mas também para conhecer algumas soluções para o seu dinheiro.

Desde ficar a conhecer o andamento da economia, às mudanças que vão influenciar os seus rendimento, às calculadoras para encontrar os melhores produtos de poupança, claro, saber onde estão os produtos ao melhor preço. Há vários blogues que o podem ajudar com as suas finanças pessoais. Conheça cinco propostas.

Da economia às finanças

Fundado em setembro de 2006, o economiafinancas.com está há dez anos a dar conta aos seus leitores das novidades do mundo da economia, mas também a procurar explicar a forma como essas podem impactar no seu dia-a-dia. Contando com várias contribuições, este blogue olha para os números da macroeconomia nacional, analisa as dinâmicas do tecido empresarial português, isto ao mesmo tempo que chama à atenção dos leitores das várias alterações que vão acontecendo tanto a nível fiscal como das condições da poupança. Procura explicar, mas também lhe dá as ferramentas para um “faça você mesmo”.

Entre simuladores e calculadoras

Chama-se finançaspessoais.pt. E não engana: quem entra neste blogue encontra artigos sobre desde questões laborais até a dúvidas associadas a poupanças ou créditos. Mas o que atrai muitos leitores são mesmo os simuladores e as calculadoras. Há desde simuladores de rendimento, a de IRS, Segurança Social e de subsídio de desemprego, a que se juntam depois calculadoras para saber quanto vai pagar num crédito, à habitação ou ao consumo, até quanto receberá em juros num qualquer depósito a prazo. E se não sabe qual a melhor aplicação neste momento, tem ainda os rankings dos melhores depósitos a prazo.

contaspoupblog

Faça como o Contas Poupança

O Contas Poupança nasceu na televisão, na SIC. Mas depois, e antes do lançamento recente do livro, surgiu o blogue. É um “prolongamento das reportagens realizadas” na televisão, como refere o autor, o jornalista Pedro Andersson. Neste blogue poderá encontrar não só os vídeos que passaram na televisão como outras mini-dicas de poupança. Está divido em cinco grandes áreas, desde a casa ao carro até aos impostos, procurando dar resposta às dúvidas suscitadas pelos leitores do blogue, muitos deles fãs da rubrica no Facebook.

À caça dos melhores preços

Poupar, poupar, poupar. É o lema deste blogue que vai partilhando com os seus seguidores todas as campanhas, promoções, descontos, sejam eles diretos, em cartão ou talão. Sempre atento às novidades, o cacapromocoes.blogs.sapo.pt publica regularmente as oportunidades para artigos de casa, alimentação, mas também tecnologia, entre outros. E dá ainda destaque às revistas que trazem vales de desconto, mas também aos vários sites que oferecem aos leitores tanto cupões de desconto como amostras grátis de produtos. É para ir acompanhando.

poupvales

Poupar? E com vales?

Dicas de poupança? Sim, tem. Mas tem mais do que isso. O poupadinhosecomvales.com, vencedor do Blog do Ano na categoria de política, economia e negócios, oferece aos leitores chaves para que estes consigam poupar no seu dia-a-dia. Seja através da divulgação das várias campanhas e promoções que vão surgindo dia após dia, seja da partilha de vales e cupões de desconto que podem depois utilizar para manterem a carteira mais recheada. E em cima disto há ainda espaço para rubricas de lifestyle, receitas e passatempos.

O ECO recusou os subsídios do Estado. Contribua e apoie o jornalismo económico independente

O ECO decidiu rejeitar o apoio público do Estado aos media, porque discorda do modelo de subsidiação seguido, mesmo tendo em conta que servirá para pagar antecipadamente publicidade do Estado. Pelo modelo, e não pelo valor em causa, cerca de 19 mil euros. O ECO propôs outros caminhos, nunca aceitou o modelo proposto e rejeitou-o formalmente no dia seguinte à publicação do diploma que formalizou o apoio em Diário da República. Quando um Governo financia um jornal, é a independência jornalística que fica ameaçada.

Admitimos o apoio do Estado aos media em situações excecionais como a que vivemos, mas com modelos de incentivo que transfiram para o mercado, para os leitores e para os investidores comerciais ou de capital a decisão sobre que meios devem ser apoiados. A escolha seria deles, em função das suas preferências.

A nossa decisão é de princípio. Estamos apenas a ser coerentes com o nosso Manifesto Editorial, e com os nossos leitores. Somos jornalistas e continuaremos a fazer o nosso trabalho, de forma independente, a escrutinar o governo, este ou outro qualquer, e os poderes políticos e económicos. A questionar todos os dias, e nestes dias mais do que nunca, a ação governativa e a ação da oposição, as decisões de empresas e de sindicatos, o plano de recuperação da economia ou os atrasos nos pagamentos do lay-off ou das linhas de crédito, porque as perguntas nunca foram tão importantes como são agora. Porque vamos viver uma recessão sem precedentes, com consequências económicas e sociais profundas, porque os períodos de emergência são terreno fértil para abusos de quem tem o poder.

Queremos, por isso, depender apenas de si, caro leitor. E é por isso que o desafio a contribuir. Já sabe que o ECO não aceita subsídios públicos, mas não estamos imunes a uma situação de crise que se reflete na nossa receita. Por isso, o seu contributo é mais relevante neste momento.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Cinco blogues para apanhar o rasto à poupança

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião