Brisa: tráfego nas auto-estradas acelera

A Brisa registou um crescimento de 7,1% no tráfego das auto-estradas em linha com o registado em 2015.

O tráfego nas auto-estradas da Brisa cresceu 7,1% até setembro, segundo comunicado enviado pela empresa à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Em comunicado a empresa realça que “o tráfego mantém forte desempenho, crescendo 7,1% nos nove meses de 2016″. Este valor está em linha com o crescimento verificado em 2015, altura em que o tráfego terá aumentado 7%.

Para este valor terá contribuído o transporte de mercadorias cujo crescimento se cifrou nos 9,8%, enquanto que os automóveis ligeiros cresceram 7%.

Em termos trimestrais, de julho a setembro, o crescimento do tráfego terá sido de 6,9%, tendo diminuído face ao período homólogo de 2015, mas registado um crescimento face ao segundo trimestre deste ano altura em que registou um crescimento de 5,1%, e bastante abaixo do registado nos três primeiros meses do ano quando atingiu os 9,9%. A Brisa destaca contudo que o primeiro trimestre do ano beneficiou do efeito Páscoa e ainda do ano bissexto.

Em termos de auto-estradas a A9 é aquela que regista o maior crescimento, cifrando-se nos 10,4%, logo seguida pela A6 que cresce 9,1%. A A1 regista um crescimento de 5,8%.

Quanto ao tráfego médio diário, a A5 lidera destacadíssima com 64.631 veículos, seguida pela A1 com 31428 veículos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Brisa: tráfego nas auto-estradas acelera

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião