Oi com prejuízo líquido de 288,8 milhões no terceiro trimestre

  • Lusa e Rita Atalaia
  • 10 Novembro 2016

A operadora de telecomunicações brasileira Oi, em recuperação judicial desde junho, teve um prejuízo líquido de 1,015 mil milhões de reais (288,78 milhões de euros) no terceiro trimestre

OS resultados apresentados hoje revelam que a gigante de telecomunicações tinha registado um prejuízo líquido das operações continuadas de 1,027 mil milhões de reais (292 milhões de euros) no período homólogo e de 656 milhões de reais (186,7 milhões de euros) no segundo trimestre deste ano.

A receita líquida foi de 6,394 mil milhões de reais (1,8 mil milhões de euros) nos três meses, com uma queda anual de 6,3% e sequencial de 2%.

De julho a setembro, o resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) foi de 1,645 mil milhões de reais (466,13 milhões de euros).

A empresa terminou o trimestre com uma dívida líquida de 41,184 mil milhões de reais (11,658 mil milhões de euros), o que representa uma redução de 0,5% em relação à dívida com que finalizou o segundo trimestre do ano.

A disponibilidade financeira aumentou cerca de dois mil milhões de reais em relação ao trimestre anterior, para 7,142 mil milhões de reais (2,021 mil milhões de euros), destacou a empresa no seu relatório trimestral.

Os investimentos da empresa totalizaram mais de mil milhões de reais (283 milhões de euros), mais 1,9% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O processo de recuperação judicial da Oi inclui um total de 65,4 mil milhões de reais (18,52 mil milhões de euros) de dívidas.

A empresa brasileira é detida em 27% pela portuguesa Pharol, antiga PT SGPS. No entanto, as ações não estão a reagir aos resultados. Os títulos da Pharol sobem 0,9% na abertura da sessão.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Oi com prejuízo líquido de 288,8 milhões no terceiro trimestre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião