Alemanha preocupada com possibilidade de nova ‘bolha’ no mercado imobiliário

  • Lusa
  • 12 Novembro 2016

A Alemanha receia o desenvolvimento de uma 'bolha' no mercado imobiliário devido às taxas de juro em mínimos históricos, o aumento da procura de casas e a escalada do preço das rendas.

O Governo alemão está já a tomar medidas para evitar uma ‘bolha’ imobiliária, estando a ultimar um projeto de lei que aperta as condições para os bancos concederem hipotecas.

A procura para a compra de casa disparou, num país tradicionalmente inclinado para o aluguer, através de uma combinação de fatores como a boa situação do mercado de trabalho, em que a população empregada cresce há umas décadas e o desemprego se encontra em mínimos históricos.

Além disso, os salários e as pensões aumentaram nos últimos anos acima da inflação, que se manteve baixa, apesar das políticas expansionistas do Banco Central Europeu (BCE).

A chegada de mais de um milhão de pedidos de asilo à Alemanha desde 2015 foi o último elemento que leva a maioria dos especialistas a falar do risco do desenvolvimento de uma bolha no mercado imobiliário.

De acordo com o Bundesbank, o preço da habitação passou de um aumento de 1,02% entre 2006 e 2010, abaixo da inflação média do período, para 6,28% entre 2011 e 2015, ultrapassando claramente a evolução do índice de preços ao consumidor.

“Há riscos pontuais”, admite em entrevista à Agência Efe o presidente da Associação de Empresas de Construção da Alemanha, Hartwig Loewenstein, considerando que “o perigo neste caso não é grave“.

Para o responsável, o risco de uma bolha está concentrado nos denominados lugares A, os terrenos com maior procura, e em segmentos “pequenos”, como o grande luxo.

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, já alertou contra a formação de ‘bolhas’ e valorizações excessivas dos ativos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Alemanha preocupada com possibilidade de nova ‘bolha’ no mercado imobiliário

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião