Áustria: extrema-direita derrotada nas presidenciais

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 4 Dezembro 2016

Projeções dão vitória ao ecologista Alexander Van der Bellen, contra o candidato da extrema-direita Norbert Hofer.

O candidato independente apoiado pelo partido ecologista Alexander Van der Bellen venceu as eleições presidenciais austríacas.

De acordo com as projeções iniciais noticiadas pela estação pública de televisão ORF, e citadas pela Bloomberg, Alexander Van der Bellen conta com 53,6% dos votos. Já Norbert Hofer, do Partido da Liberdade, de extrema-direita, reúne 46,4%.

A contagem de votos continua mas os responsáveis das empresas de sondagens dizem que já será impossível reverter o resultado, indica o Público. Aliás, Hofer já admitiu a derrota na sua página de Facebook.

Esta é a primeira vez que um candidato do partido ecologista vence as eleições presidenciais na Europa. O vice-chanceler alemão Sigmar Gabriel já saudou a vitória de Van der Bellen, que vê como a “vitória da razão contra o populismo de extrema-direita”, indica o jornal alemão Bild, citado pela Bloomberg.

Em entrevista ao ECO, o economista da Nova Business School, Francesco Franco, já tinha sublinhado a “importância crucial para a Europa” deste escrutínio.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Áustria: extrema-direita derrotada nas presidenciais

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião