Estudo sobre a sustentabilidade da dívida pronto em Janeiro

  • ECO
  • 7 Dezembro 2016

O grupo de trabalho criado em abril para analisar a sustentabilidade da dívida nacional retoma a atividade nos próximos dias e deverá apresentar conclusões no início de 2017, avança o "Público".

No início do próximo ano, o Governo já terá nas mãos o estudo sobre a sustentabilidade da dívida externa (incluindo a pública) nacional realizado pelo grupo de trabalho criado entre o Executivo liderado por António Costa, o PS e o Bloco de Esquerda. A notícia é avançada hoje pelo Público (acesso gratuito), que diz que os trabalhos deste grupo serão retomados nos próximos dias, após três meses de suspensão de atividade. O objetivo será colocar posteriormente o documento em discussão política.

Contudo, segundo explica o jornal, o Governo poderá colocar-se à distância nessa discussão. Isto porque desde a formação do grupo de trabalho o Executivo deixou em aberto a hipótese de não assinar o relatório final, responsabilizando politicamente apenas os deputados que o integram, assim como os especialistas chamados a participar. Em entrevista à RTP, no início desta semana, o primeiro-ministro António Costa empurrava para depois das eleições alemãs, em outubro, uma eventual negociação europeia da dívida.

Os últimos dados da dívida pública (a que se juntará no documento a das empresas e das famílias) mostram que esta continua bastante elevada. Em abril, quando o grupo de trabalho foi criado, o FMI reviu em baixa os seus cálculos, considerando agora que a dívida pública portuguesa não vai baixar dos 120% do PIB até ao final desta década: irá passar de uma dívida de 127,9% em 2016 para 124,5% em 2020. A barreira dos 120% do PIB é uma referência importante para o FMI para o cálculo da sustentabilidade da dívida.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estudo sobre a sustentabilidade da dívida pronto em Janeiro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião