Vai ser preciso internet para jogar o Super Mario

O nostálgico Super Mario chega na próxima quinta-feira ao iOS mas, por razões de segurança evocadas pela Nintendo, vai ser necessário ter acesso à internet para jogar.

O Super Mario vai chegar aos iPhones e iPads no dia 15 de dezembro, mas há uma novidade inesperada: para além de ter de ser adquirido por 9,99 euros, o jogo necessita de conexão à internet para funcionar. Segundo explicou o diretor criativo à Mashable, a empresa precisa dessa ligação para prevenir pirataria.

Por ser um jogo individual, por níveis, sem contacto com o ambiente que nos rodeia (como é caso do Pokémon Go com realidade aumentada) nem com outros jogadores, à partida não se compreende o porquê de ser necessária uma ligação com dados móveis ou Wi-Fi para o Super Mario Run funcionar.

Shigeru Miyamoto, diretor criativo da Nintendo, explicou na entrevista que a ligação à internet vai permitir que “o software seja mais seguro” e que a jogabilidade tenha um “ambiente estável“. A necessidade surge, por isso, do lado dos programadores do jogo e, principalmente, é provocada pelas preocupações relativas à pirataria.

Em causa está a verificação da compra do jogo para que o sistema não seja corrompido. Caso seja apenas para este efeito, prevê-se que a ligação à internet tenha de ser básica e não precisará de gastar muita quantidade de dados.

A aplicação fica disponível na próxima quinta-feira e experimentá-la vai ser grátis. Mas, para a ter no seu telemóvel vai ter de pagar 9,99 euros. Assim que tiver aplicação vai poder jogar em três modos: o World Tour, o Toad Rally e o Kingdom Builder. Em todos, a jogabilidade traduz-se num Super Mario sempre a correr dependente do touch para saltar ou fazer manobras que possibilitem alcançar mais moedas.

Editado por Mariana de Araújo Barbosa (mariana.barbosa@eco.pt)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Vai ser preciso internet para jogar o Super Mario

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião