Quer ser empreendedor? Vá à Academia de Negócios

  • Ana Luísa Alves
  • 16 Dezembro 2016

Se quer começar o seu próprio negócio a Academia de Negócios foi pensada para si. Esta é uma iniciativa da ActionCoach e vem revolucionar a "educação" dos empresários. 

A Academia de Negócios ActionCoach surge para que empresários, donos de PMEs, CEO’s de Startups, e não só, obtenham um resultado com sucesso no crescimento dos negócios, através de um programa especializado que assenta na filosofia e gestão integrada, com o sistema “Testar & Medir” da empresa.

O programa decorre durante seis meses, com 12 sessões quinzenais de duas horas e meia, orientados pelos Business Coach da empresa, e é dirigido a quem quer melhorar o seu negócio, aferir qualidade dos seus métodos de gestão e atingir resultados de sucesso através de um curso qualificado e de curta duração.

Os objetivos do curso são melhorar a definição das prioridades e gestão de tempo, e criar sistemas que permitam o negócio funcionar sem a presença da gerência, aprendidos em 98 dias com a equipa ActionCoach e adaptando algumas das 328 estratégias de crescimento do negócio.

Em Portugal, a Academia de Negócios vai ter lugar em Lisboa, Porto e Algarve.

A ActionCoach foi criada em 1993 para apoiar empresários de pequenas e médias empresas, de modo a melhorar os seus resultados, em Londres e em 2006 é iniciada a atividade em Portugal. Hoje, e com presença em 5 continentes, a empresa converteu-se num franchising com mais de 1.000 escritórios em 59 países.

Editado por Mariana de Araújo Barbosa (mariana.barbosa@eco.pt)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Quer ser empreendedor? Vá à Academia de Negócios

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião