Novabase encaixa mais com venda à Vinci

A tecnológica previa obter 38,3 milhões de euros com o negócio de Infrastructures & Managed Services. O valor do negócio acabou por subir para 44 milhões de euros.

A Novabase conclui a venda do negócio de Infrastructures & Managed Services, mas o preço final foi superior ao que tinha anunciado. Quase três meses depois de acertar os detalhes da operação com a Vinci, acabou por encaixar mais seis milhões de euros.

Em comunicado enviado à CMVM, a tecnológica refere que o a venda à Vinci Energies Portugal ficou “concluída”, sendo o preço “final estimado de 44,03 milhões de euros“. À data em que foi comunicado ao mercado a operação, o preço acordado era de 38,36 milhões”.

À data, a 13 de outubro, a Novabase já salientava que o valor “a ser pago na data de concretização da transação, estava sujeito a ajustamentos, nos termos do contrato”. O resultado acabou por ser melhor para a empresa portuguesa.

Ainda assim, a Novabase nota que o valor final fica sujeito “a deduções, decorrentes do apuramento final do working capital e da dívida líquida, conforme é típico neste tipo de transações e nos termos definidos no Contrato”. “Os impactos contabilísticos desta venda nas contas da Novabase serão oportunamente calculados e divulgados ao mercado”, remata.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Novabase encaixa mais com venda à Vinci

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião