Nem Trump impediu novo recorde do Nasdaq

Praça tecnológica atingiu esta quarta-feira o valor mais elevado de sempre. Isto apesar de Donald Trump ter trocado as voltas aos investidores norte-americanos.

Foi um dia de emoções fortes em Wall Street, depois da conferência de imprensa de Donald Trump ter provocado um ataque de nervos aos investidores norte-americanos. Mas tudo acabou bem. O industrial Dow Jones voltou a aproximar-se da fasquia dos 20.000 pontos. E o Nasdaq aproveitou a sessão para alcançar um novo máximo de sempre.

A principal praça tecnológica subiu 0,2% para fechar num máximo histórico nos 5.563,65 pontos, sendo acompanhado pelo índice de referência S&P 500 que avançou 0,2%. E o industrial Dow Jones, que ganhou 0,5% para os 19.954,28 pontos.

Dois dos principais alvos do discurso de Trump, o primeiro desde a sua eleição, foram as farmacêuticas e as biotecnológicas. O Presidente eleito referiu que o setor precisa de implementar “preços mais competitivos” nos medicamentos. A Biogen, por exemplo, afundou mais de 3% para 287,11 dólares.

Em todo o caso, se os investidores procuravam mais detalhes acerca do megaplano orçamental que a próxima Administração norte-americana vai adotar para reforçar a maior economia do mundo, essas expectativas foram defraudadas. Trump prometeu baixar os impostos e aumentar os gastos públicos em infraestruturas e foi nesse cenário otimista que as ações norte-americanas estiveram em forte evidência nas últimas semanas.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Nem Trump impediu novo recorde do Nasdaq

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião