Receitas da venda da Comporta arrestadas em Portugal

  • ECO
  • 24 Janeiro 2017

Os bens do Grupo Espírito Santo podem ser vendidos mas as receitas têm de ficar em Portugal. O mesmo se aplica à alienação de propriedades no Brasil.

As receitas da venda da Herdade da Comporta vão ser alvo de arresto de forma a permanecerem em Portugal, escreve esta terça-feira o Jornal de Negócios. O dinheiro da venda do fundo de investimento vai ser “depositado numa conta bloqueada pelas autoridades portuguesas”, lê-se no relatório dos curadores de insolvência da sociedade Rioforte, citado pelo Negócios — condição obrigatória para a alienação da herdade do Grupo Espírito Santo (GES).

O fundo de investimento da Herdade da Comporta gere os projetos turísticos e imobiliários, e era controlado pela Rioforte, pertencente ao GES. A sua alienação começou em setembro, quando se soube que as propostas de aquisição da posição da Rioforte na Comporta tinham o prazo de novembro para serem entregues, sem que tenha havido novidades no processo de venda entretanto.

Também vai ser realizado o arresto das receitas das vendas das ações da Herdade da Comporta – Atividades Agrosilvícolas e Turísticas, que gere os arrozais, venda essa que está a ser preparada, assim como a da ES Property, cuja alienação está “suspensa”.

No Brasil, a alienação da Companhia Brasileira de Agropecuária – Cobrape tinha sido suspensa no ano passado, mas com o relatório dos curadores de insolvência pôde retomar sob as condições de as receitas serem igualmente arrestadas e regressarem às autoridades portuguesas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Receitas da venda da Comporta arrestadas em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião