LVMH, a benfeitora das pequenas companhias

  • ECO
  • 10 Fevereiro 2017

A LVMH, de que fazem parte marcas gigantes de luxo como a Louis Vuitton, a Fendi ou a Givenchy, quer lançar uma aceleradora de pequenas empresas do mundo da moda, cosmética e acessórios.

A holding LVMH Moët Hennessy Louis Vuitton S.A, ou só LVMH, que integra, entre outras, a marca Louis Vuitton, está prestes a lançar a LVMH Luxury Ventures, uma fábrica de aceleração que vai investir em pequenas companhias nas áreas da moda, cosmética e acessórios que considere promissoras.

A LVMH Luxury Ventures vai ser liderada por Julie Bercovy, responsável pelas fusões e aquisições do grupo, e vai comprar quotas em empresas de produtos de luxo que tenham vendas entre os dois e os cinco milhões de euros e que apresentem um elevado potencial de crescimento.

“O objetivo é acompanhar financeiramente o desenvolvimento destes pequenos negócios para criar valor”, afirmou um porta-voz do grupo.

A LVMH Luxury Ventures contará com um capital inicial de 50 milhões de euros, e os montantes que investirá nas diversas empresas variam entre os dois e os dez milhões.

E também já anunciou uma parceria com a produtora de cosméticos Marcolin, especializada em sombras de olhos, da qual vai comprar uma quota de 10%. Tudo para dar à Louis Vuitton um maior controlo nas marcas de sombras de olhos que utiliza, e para mudar da marca com que trabalhava anteriormente, a Safilo. A Marcolin afirma que vai começar por produzir sombras de olhos para a Celine e a Louis Vuitton, ambas do grupo LVMH, em 2018, antes de passar para outras grandes marcas no panorama francês da moda.

A indústria dos produtos de luxo está a ganhar várias marcas novatas, que estão a crescer em popularidade devido, em grande parte, aos jovens consumidores, que as conhecem através das redes sociais. Um exemplo: a marca de maquilhagem Anastasia Beverly Hills, distribuída nas lojas da marca Sephora, tem 13 milhões de seguidores na sua página na rede Instagram, enquanto a Louis Vuitton, a principal marca do grupo LVMH, só tem pouco mais: 14,6 milhões de seguidores.

Comentários ({{ total }})

LVMH, a benfeitora das pequenas companhias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião