HSBC: lucros caem 82% para 2,34 mil milhões de euros

  • Lusa
  • 21 Fevereiro 2017

Banco justifica a queda dos lucros com "acontecimentos políticos e económicos largamente imprevisíveis".

O banco HSBC anunciou hoje que os seus lucros em 2016 caíram 82% em relação ao ano anterior, justificando as perdas com “acontecimentos políticos e económicos largamente imprevisíveis”.

Os lucros líquidos de 2,48 mil milhões de dólares (2,34 mil milhões de euros) representam uma acentuada descida em relação aos 13,52 mil milhões de dólares (12,78 mil milhões de euros) de 2015, com o presidente do grupo Douglas Flint a dizer que as mudanças geopolíticas contribuíram para “condições voláteis do mercado financeiro”.

“Destacamos a ameaça do populismo e o impacto nas opções políticas nas próximas eleições europeias, possíveis medidas protecionistas da nova administração norte-americana com impacto no comércio global, incertezas no Reino Unido e na União Europeia à medida que começam as negociações do ‘brexit”, disse Flint, num comunicado enviado à bolsa de Hong Kong.

"Destacamos a ameaça do populismo e o impacto nas opções políticas nas próximas eleições europeias, possíveis medidas protecionistas da nova administração norte-americana com impacto no comércio global, incertezas no Reino Unido e na União Europeia à medida que começam as negociações do ‘brexit’.”

Douglas Flint

Presidente do Banco HSBC

Sobre o impacto do ‘brexit’ em particular, o presidente do grupo do HSBC afirmou que notícias sobre os atuais planos de contingência “sugerem que podemos ter de deslocar cerca de mil posições de Londres para Paris progressivamente, ao longo dos próximos dois anos, dependendo de como as negociações se desenvolvem”.

Em 2015, o banco anunciou uma reforma radical para cortar custos anuais em cinco mil milhões de dólares (4,7 mil milhões euros) ao longo de dois anos, eliminando 50 mil postos de trabalho em todo o mundo, abandonando negócios lucrativos e focando-se mais na Ásia.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

HSBC: lucros caem 82% para 2,34 mil milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião